Nossos Vídeos

Loading...

Lider do Ministério de Dança - Evelin Estrada

28 de abr de 2010

Como vencer o Desânimo?

Josué 1.6 e 7 – Esforça-te e tem bom ânimo: porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais que lhes daria.

Tão somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou dela não te desvies, nem para a direita e nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares.

Neste capítulo (1) do livro de Josué nós vemos que Deus vem animar o próprio Josué, pois este estava paralisado com a morte do seu líder Moisés.

"A ausência do líder revela quem o povo é"

O ministério de louvor e dança são os mais atacados dentro da igreja pois nós somo "guardiões do louvor" e uma das coisas que o inimigo tem colocado em cada ministério é o desânimo. Em uma comunidade no orkut eu verifiquei que a maioria dos ministérios tem essa dificuldade.

Veja este depoimento:

O problema que o ministério de dança da minha igreja enfrenta, é o seguinte: as participantes estão desanimadas.

Muitos ministérios estão sofrendo perdas como Josué sofreu e isso tem enfraquecido as estruturas ministeriais. Amados quando nós olhamos com nossos olhos humanos para os problemas e situações adversas a nossa vontade é de realmente parar.
Como guardiões do louvor somos bombardeados a cada instante pela televisão, por música, por leituras, conversas, que aos olhos de Deus são imundas.

Porque o desânimo chega?

Eu me pergunto porque isso acontece e chego a conclusão, trago a tona agora esta palavra que se define como porta para o desânimo A RELIGIOSIDADE, mas o que é isso?

Religiosidade é quando você começa a viver através de fórmulas, ou seja, quando você cai na rotina; um exemplo: quando vamos aos cultos e é aquela monotonia, a mesma coisa, não acontece nada de novo, você não vê milagres, não sente a presença de Deus.

Quantas vezes você já foi à igreja e não sentiu a presença de Deus?

Deus não se resume a uma fórmula, Ele faz como Ele bem entende.
Tudo é feito por Ele e Para Ele!

Muitas vezes acordamos tristes sem motivos, isso é a influência de satanás para nos paralisar. Isso já aconteceu com você?

Uma coisa que quero compartilhar com você, todos os dias quando eu acordo eu digo para mim mesmo: DESÂNIMO VOCÊ NÃO TEM LUGAR EM MINHA VIDA, SAI EM NOME DE JESUS!
A partir do momento que você toma essa atitude não se deixar influenciar, aí o inimigo bate em retirada.
Você pode ficar triste por um instante como Neemias ficou triste pela sua cidade ter sido destruída.

Neemias 1.4 – E sucedeu que, ouvindo estas palavras, assentei-me e chorei, e lamentei por alguns dias; e estive orando e jejuando ao Deus dos céus.

Nos capítulos seguintes, você vê que Neemias fez grandes coisas pela sua cidade.
E você também pode fazer grandes coisas pelo seu ministério, a começar pela oração e o jejum.

A palavra nos fala que a carne milita contra o espírito e o espírito contra a carne. As vezes eu não tenho vontade de orar, nem de ler a bíblia, muito menos de ir aos cultos, mais eu faço assim mesmo. Oro Sem vontade, Leio a bíblia sem vontade, mais quando começo a fazer isso Deus renova a minha força e fico horas conversando com Ele e meditando em sua palavra. Nós não somos super heróis, somos feitos de carne e propícios a errar, mas o pecado em nossas vidas deve ser um acidente e não uma prática do cotidiano. A cada dia temos que nos revestir da armadura de Deus.

Temos que enxergar o que Deus está fazendo no nosso Hoje; Os olhos humanos não conseguem enxergar o que Deus faz, pois Deus atua no sobrenatural.

Porque só conseguimos enxergar as coisas depois que elas passam?

Muitas vezes nós deixamos as situações contrárias tomar o primeiro lugar em nossas vidas e isso nos paralisa. É justamente nesta hora, em que nada faz sentido que temos que manter a nossa fé em Cristo Jesus. Para vencer o desânimo é necessário ter determinação, as pessoas falam com sua boca que querem realmente servir a Deus e não conseguem porque não estão sendo determinadas em fazer o que é certo. Então o primeiro passo é determinação.

Pra vencer o desânimo é necessário saber onde quer chegar, se você não sabe onde quer chegar não vai chegar a lugar algum. Quando você sabe onde quer chegar e tem determinação você vai longe.

Comece pequeno. Pense grande, mas ande rápido!

Para vencer o desânimo é necessário identificar a causa do desânimo; Josué estava desanimado porque Moisés tinha morrido. Essa era a causa do desânimo. A perda de integrantes no ministério, a falta de compromisso, falta de empenho, pouca oração e jejum, a falta de uma liderança firme, tudo isso são alguns motivos para o desânimo no ministério de dança. Se seu ministério está desanimado comece a orar ao Senhor a oração de Efésios 6.10, a armadura de Deus é a única coisa que vai te livrar dos dardos inflamados de satanás. Você precisa crer que mesmo estando desanimado Deus é contigo, levanta do chão e comece a profetizar sobre seu ministério uma nova unção. Radicalize!

Muitas pessoas acabam pegando a mania de serem "coitadinhas" essas pessoas colocam uma música e começam a chorar, mais não tem atitudes de uma pessoa que tem intimidade com Deus. Sentir a presença de Deus e chorar é totalmente diferente de chorar pra si mesmo. Não perca tempo tentando entender o seu passado, porque você fez isso ou aquilo, simplesmente peça perdão a Deus e prossiga, não tente entender, arrependa-se, não se esconda de Deus. Quando você admite estar desanimado Deus vem e te anima, enquanto você estiver se achando o "fortão" nada vai acontecer.Para os líderes

Busque inovações em Deus para o seu ministério, a sua busca deve ser constante, as suas metas tem que estar firmadas em Deus pra que sejam alcançadas, não tenha medo de repreender seus liderados quando estiverem errados, mas corrija em amor. Não busque inspiração em coisas deste mundo. Do Senhor Procede toda a criatividade. Talvez seu ministério está desanimado porque seus liderados não têm visto em você o desejo de crescer, só o desejo de cobrar. Suas reuniões têm que ser muito mais do que meros ensaios técnicos.
Convoque a todos para uma responsabilidade maior.

Líderes de êxito formam liderados de êxito
Nao adianta nada cobrar algo que você mesmo não é.
Se você líder não é santo, pontual, responsável, criativo, então não cobre isso dos seus liderados. Doente não cura doente!

ATITUDE É A EXPRESSÃO INTERNA DEMOSTRADA ATRAVÉS DE UM ATO
A atitude de um lider vale mais dos que as suas palavras, então líderes estejam sempre cautelosos em tudo o que for fazer, porque teus lidererados vão fazer o que você faz.

MUDANÇA REQUER DECISÃO
A vezes o sacrício requer muito mais do que queremos dar, mais se fosse o contrário não seria sacrifícil, aprenda a estar no centro da vontade de Deus, fazendo a vontade DEle que é perfeita, as vezes dói em nós, ter que tomar decisões desfavoráveis a nossa carne é ruim, porém necessárias.

"A dança consagrada torna-se um doce mover do Espírito Santo sobre a Igreja"
Fiquem com Deus!

Fonte - site: http://jide.zip.net


22 de abr de 2010

Pré-conceito na Igreja

Graça e paz amdos levitas da dança,

Essa postagem de hoje não é um estudo e sim uma experiência que vivenciei essa semana quando fui ministrar dança em uma igreja na qual ministro aulas para alguns levitas. Bom, após minha aula, ficou resolvido que iriamos ministrar uma coreografia, as meninas nunca tinham dançado, dentro da proposta que estabeleci para elas. O resultado foi muito consistente, apesar de serem marinheiras de primeira viagem, se saíram muito bem. Deus nos capacitou!
Chegada a hora de nos prepararmos, fui ao banheiro para trocar de roupa. Ao sair me deparei com um menino, ele estava curioso e perguntou: você vai dançar?

- Sim! Respondi.

Então me sentei para calçar minha sapatilha e ele sentou do meu lado e perguntou mais uma vez:

- Você vai dançar?
- Sim! e você gosta de dançar?

Ele balançou a cabeça sinalizando que sim, mas, logo se entristeceu e disse:

- Minha mãe não deixa eu dançar. Ela briga comigo.

Senti que ele estava triste pelo fato de não poder dançar e se expressar com seu corpo. Perguntei ao menino:

- Porque sua mãe não deixa você dançar?

Ele não soube me explicar o porque da proibição. Com a cabeça baixa me disse:

- Ela não gosta.

Questinei sobre a idade dele:

- Com sua mãozinha ainda pequena ele me mostrou três dedinhos.

Fiquei com o coração partido.

Ao longo de tantos anos como ministro de dança eu já ouvi várias frases que que demostram preconceito contra homens na dança
"O pai dele vai ter um treco se ele virar ministro de dança" - Uma mãe com o filho de 1 ano no colo.
"Nunca vi homem dançando nesse trem (Corpo de dança)" - Pastor de uma igreja onde ministrava aulas de dança.

Eu não vou julgar se a atitude da mãe é preconceituosa ou não. Só quero dizer que ninguém frustra um projeto de Deus. Como Diz a música do Pastor Antônio Cirilo "Glória que desfaz argumentos, sofismas e pensamentos que se levantam contra a adoração"

Um recado para as mamães e papais que por acaso lerem esse blog:

NÃO ABORTE OS SONHOS DE SEUS FILHOS, MESMO QUE ELE QUEIRA FAZER O IMPOSSIVEL
SE DEUS ESTIVER NO NEGÓCIO ELE VAI CONSEGUIR REALIZAR.

NÃO GERE PRECONCEITO. GERE AMOR E RESPEITO AO PRÓXIMO.

Até a próxima postagem amados levitas da dança!
Graça e Paz! Obrigado pelo carinho de todos, amo todos vocês!

LEONARDO RIBEIRO -http://jide.zip.net/



15 de abr de 2010

Teatros








Danças














Quando o amor pela dança é maior que o amor por Deus

Graça e paz amados levitas da dança

É gritante o número de pessoas que sem saber estão afixados a regras, tradições e idealismos que beneficiam a si mesmo. Essa afixação atrasa os planos de Deus e consequentemente trás uma vida de independencia de um ser que não tem amor pelo Autor da criação. Somente quem é livre das coisas deste mundo será livre para dizer "Eis-me aqui", é necessário reconhecimento e despojo para que essa verdade divina acione o botão "ON" e dê início aos propósitos de Deus em nossas vidas. Nada nesta terra pode chamar mais a minha atenção ou me prender a um estilo de vida que me distancia da presença de Deus. Assim como Isaías disse Eis-me Aqui! Muita das vezes somos levados a falar o mesmo, porém alguns nem sabem o que estão dizendo, simplesmente repetem movidos pela emoção. É por esse motivo que as igrejas estão cheias de pessoas gritando "Eis-me aqui" e os propósitos de Deus nunca começam, nada acontece na vida dessas pessoas.

Hoje em nossas igrejas existem pessoas amando mais aos seus ministérios do que a Deus. Amam mais a sua guitarra, amam mais a sua bateria, amam mais as suas roupas de dança, amam mais as aulas de dança do que ir a um culto durante a semana. Amam mais dançar que ler a bíblia. O sonhos de muitos ministros de dança é poder fazer uma faculdade de dança, se graduar nesta área e poder montar sua escola de dança ou uma cia de dança, até então não tem nada de errado, o que muitos esquecem é que sem uma graduação Deus te faz ser alguém, pois, quem abate e quem exalta é o próprio Deus (I Sm.2.7), com graduação você será mais um professor de técnica de dança dentre os milhares já existentes no mercado, sem Deus você nunca será alguém no Reino. O seu amor pelo seu ministério é maior que seu amor por Deus? É uma questão que merece uma auto-avaliação.

Todos nós passamos por um processo de amadurecimento

Sempre conhecemos José como um jovem sonhador que foi honrado por Deus e se tornou governador do Egito, mas, para chegar ao governos ele passou por um processo de amadurecimento. José era o queridinho do papai, o filho mimado, o filho que tinha mais carisma e que desfilava pelas ruas com sua bela capa colorida (Gn.37.3). Sabemos muitas coisas sobre a vida de José, mais o que muitos podem não saber é que José era um linguarudo. Deus mandou ele contar seus sonhos para alguém? O que José não sabia era que seu tratamento começara a partir do momendo em que ele conta seus sonhos para sua família. Você acha que Deus ia colocar a frente do governo um garotinho mimado? Todos nós passamos por um período de tratamento, isso é um ciclo, sempre estaremos em tratamento.
Ninguém é tão bom que possa dizer que não tem áreas deficientes, se não áquele que morreu para nos curar. O tratamento de Deus nos ajudar a crescer.
Chegou o tempo de crescer, de amadurecer, deixar de ser um garotinho mimado para ser um governante. Esteja ciente que nem todos passam por este tratamento aomesmo tempo, para pessoas diferentes, tratamentos diferentes, então não podemos exigir que em uma equipe todos estejam num mesmo nível de entendimento.
Seria loucura, nem com a equipe dos doze discípulos foi assim. Para quem você tem contado os seus sonhos? Talvez a pessoa que está perto de você possa ser um "irmão de José" pronto para te vender como escravo.

Avaliando o meu Eu

O perfil de Marta nos transmite a idéia da típica dona de casa preocupada com seus afazeres domésticos. Acostumada as suas rotinas diárias de limpar acabou se esquecendo da presença de Deus. Isso não aconteceu somente com Marta, isso acontece inúmeras vezes nos dias de hoje, pode estar acontecendo com você que está lendo ou ovindo este artigo. Marta poderia ter feito seus afazeres em outra hora, mas, a forte ligação à tradição cortou o elo de ligação com Jesus. A tradição muita das vezes nos faz andar por um caminho sem novidades e nos priva de conhecemos as várias formas pelas quais Deus se manisfesta aos seus filhos. Se a presença de Deus é menos importante que algum de seus afazeres e responsabilidades você pode estar indo pelo mesmo caminho de Marta. Temos que aprender que Deus é o centro.
Marta, porém andava distraída em muitos serviços; e, aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Dize-lhe que me ajude. (Lc.10.40)

Em Deuteronômio 6.5 diz que devemos amar, pois, o Senhor Nosso Deus com todas as forças e de todo entendimento. Marcos 12.30 completa dizendo que este é o pimeiro mandamento. Se temos amado outras coisas mais do que a Deus, já estamos errados porque transgredimos o primeiro mandamento bíblico.

Vejamos alguns exemplos bíblicos que nos ajuda a explicar melhor o tema deste artigo:

Mt.27.3 - Instabilidade Emocional e Ganância - Uma pessoa sem estabilidade em suas emoções é um perigo para si mesma. Judas acabou se enforcando logo após entregar a vida do Messias para que fosse preso, isso trouxe uma instabilidade emocional, poderia ter sido Paulo ou Tiago, mas o inimigo viu que Judas tinha uma afinidade com o mal. O fim foi a morte. Vontade de morrer, desejo de chorar sem motivos, desânimo, disturbios no humor e remorso são alguns dos sinais que podemos perceber quando uma pessoa não tem seu amor em Deus.

II Sm.15.1-18 Revolta - Absalão se revoltou contra seu pai Davi e queria ser rei em seu lugar, como lucifer queria tomar o lugar de Deus. Quando essa pessoa se sente ameaçada pelo líder ela se revolta. Podemos perceber: o sentimento de perseguição, a carnalidade, a ira, plojeta planos diabólicos (podem ou não ser executados), falta de amor ao próximo e ambição.

I Rs.19.1-4 Desistência - Elias por um momento amou mais a sua própria vida do que ao Senhor e até pediu para Deus o matar. Essa pessoa vê a desistência como um subterfúgio para a sua dor, como única saída ao invés de enfrentar a situação. Ameaças são comum no caráter desse tipo de pessoa.

Mt.19.16-22 Tristeza - O jovem rico teve uma decepção ao saber que todo seu amor estava fixado no dinheiro que possuía, quando Jesus mandou vender tudo o que possuia e entregar aos pobres ele ficou muito triste. Pessoas que se fecham por mágoa e se isolam podem ter uma ligação com esse assunto.

Quem ama e conhece a Deus não se enquadra nessa fôrma. Seu amor não esté baseado em seu ministério e sim em Deus. Recentemente passei por um período de tratamento e fiquei meses sem poder dançar, os primeiros meses foi desesperador, pois eu queria estar dançando, eu dançava no meu lugar mais não era a mesma coisa. Deus me tratou ao longo desses meses e pude perdeber que muitas vezes eu amei mais a dança do que Aquele que criou a dança. Hoje todo o meu amor está no Senhor. Posso passar novamente um longo período sem dançar, e não vou me entristecer, me revoltar contra a decisão do líder mesmo que eu esteja certo e nem pensarei em abandonar o meu chamado. Como falei no começo todos nós passamos por tratamento e isso é um ciclo. Para servir ao Senhor é preciso antes saber qual é a sua vontade. Um soldado não vai para a guerra sem saber que essa é a vontade dos seus superiores.Qual a vontade do Senhor para a sua vida? E por que tudo até agora tem dado errado? Essa é a vontade de Deus? O que Deus quer de mim? Essas são perguntas que devem sempre estar no coração e na mente de um levita antes dele executar qualquer projeto.

Viver por Deus e para Deus é negar-se a si mesmo, parece ser muito fácil na teoria, mas a prática nos faz ver que é difícil. É nessa hora que você percebe onde seu amor está fundamentado. Nunca deixe que seu amor a dança ou a qualquer outra coisa no mundo seja maior que seu amor por Deus.

Agradeço aos leitores e divulgadores do blog.
Até a próxima postagem! Graça e Paz!

Leonardo Ribeiro - http://jide.zip.net/

11 de abr de 2010

Dança Profética - Romper com as barreiras das forças malígnas

Autor: Gisela M. Kohl Matos



“... os cinqüentas profetas de Jericó viram isso e disseram: o espírito profético de Elias repousa sobre Eliseu...” (2 Reis 2:15).
Muito hoje é falado sobre a dança profética e até mesmo está virando “moda”! A maioria dos ministérios de dança dizem: “Essa tal de dança profética, vou levar essa visão para o meu grupo e vamos entrar nessa onda!” Infelizmente muitos têm vivido essas “ondas” e não têm experimentado o que realmente é a dança profética.
O Senhor tem levantado uma geração de profetas comprometidos unicamente com o Senhor e que têm a ousadia e autoridade para serem um voz profética aonde quer que estejam. Mas como eu, um dançarino, posso ser um profeta?
É bem interessante a vida do profeta Elias, eu tenho aprendido muito com sua autoridade e ousadia. Vemos que quando Deus levanta um profeta, e ele começa a ser canal de benção para seu povo, o diabo fica furioso e tentar fazer de tudo para calar a sua voz, por que o profeta incomoda. Quando ele abre a sua boca e começa a profetizar é o próprio Deus falando através dele! E a Bíblia narra que Elias foi arrebatado ao céus enquanto andava com seu discípulo Eliseu.
Eliseu sabia que Elias ia ser levado aos céus e nessa circunstância ele pediu uma só coisa: a porção dobrada do espírito de Elias sobre ele. Elias sabia que era um pedido difícil porém disse a Eliseu: "se me vires quando eu for tomado assim se te fará, porém se não, não se fará". Quando Elias é arrebatado a sua capa cai sobre Eliseu, que estava triste pela morte de seu líder. Neste momento Elizeu abre a sua boca para reclamar:" Ah! se Elias estivesse aqui..." e no gesto enfurecido ele pega a capa de Elias e bate nas águas que se dividem em bandas e passa a seco. Os profetas de Jericó, quando viram isso, perceberam que o espírito profético de Elias estava sobre Eliseu. Aquilo que Eliseu queria tanto estava sendo concretizado. Nos capítulos seguintes a Bíblia narra os muitos milagres que Eliseu realizou. Milagres ainda maiores do que o próprio Elias.
O Senhor me levou a estudar mais sobre a vida do profeta Elias, fui tremendamente impactado com esse capítulo que me levou a refletir: Como posso eu ser um profeta através do meu dom, através daquilo que eu sei fazer para o Senhor? E por instantes parei meu estudo, e Deus me conduziu ao meu quarto para buscá-lo, e só sair quando estivesse com a resposta. Deus falou comigo aquela tarde: "Filho você não tem Elias, muito menos Eliseu, mas tem a mim! E eu te dei o meu espírito profético, o meu filho (Jesus), tome posse da vida profética de meu filho". Foi quando sai dali com posse do espírito profético de Jesus e descobri que Deus não me chamou para ser apenas um dançarino que todos os cultos esta lá se apresentado, mas Deus me chamou para ser Profeta, para ministrar a libertação, a cura, a restauração de vidas que chegam totalmente sem esperanças, perdidas! Deus mudou totalmente a minha visão com relação a dança. Deus não quer apenas dançarinos perfeitos com suas coreografias belíssimas, muito bem elaboradas (embora devamos dar o nosso melhor a Ele) e também não quer roupas belíssimas para estar se exibindo para as pessoas que vão ali adorar ao Senhor. Não somos o centro das atenções, mas sim o Senhor, e a congregação precisa ver isso em nós!
Deus quer usar-nos como profetas Dele aqui na terra. Tenho aprendido nesses últimos dias que devemos sair de detrás de nossas danças! Muitos de nós que estamos nesse ministério temos um grave erro de se esconder atrás da dança! Mas como assim? Simples, deixamos bem claro e até fazemos questão de esclarecer que apenas somos dançarinos! E que não conte conosco pra mais nada! Como se a única coisa que sabemos fazer é dançar! E muitas pessoas de nossas Igrejas realmente olham para nós e nos vêem realmente assim! “Ah! fulaninho, fulaninha de tal só quer saber de dançar, não quer nada com a interceção, com oração. Ah! Não vemos esses meninos abrirem a sua boca e deixarem ser usados por Deus!” Meu irmão, saia de detrás da sua dança! Tome posse do espírito profético que Deus te deu e venha ser uma benção em sua igreja, que as pessoas não olhem para você e só vejam apenas um dançarino, mas que elas possam olhar para você e ver a unção de Deus sobre a tua vida e você como um profeta.
A dança profética rompe com as barreiras da forças malignas! Você sendo um profeta, irá romper com as barreiras das forças malignas! Tudo que profetizamos aqui na terra temos que crer que nas regiões celestiais estará acontecendo um rebuliço em favor daquilo que falamos. Se somos profetas, temos que usar gestos proféticos em nossas danças, crendo que Deus irá atender aquilo que estamos liberando através da dança. Tudo que fazemos tem que ter um propósito profético seja em cores, sejam gestos, seja em qualquer movimento, tem que haver propósito. Se fizermos uma coreografia com um propósito de libertação, ou de cura, ou de restituição, ou de renovo, tomamos posse do espírito profético que Deus nos deu, da ousadia e da autoridade e deixamos nossas mentes livres para o Espírito Santo conduzir nossas coreografias. Também é importante deixar uma pessoa responsável para liderar o grupo nas danças espontâneas. Enquanto estivermos na ministração espontânea, estamos entrando numa guerra espiritual! Assim como na guerra há um soldado responsável para liderar o batalhão na estratégia de ataque ao inimigo, assim deve acontecer na dança profética.
Precisamos experimentar a dança dos céus, convidar ao Espírito Santo para estar juntamente conosco dançando, crendo que tudo o que estamos fazendo naquele momento vai atingir aquelas pessoas que precisam da libertação, restituição e renovo. Por isso, saia de detrás da sua dança! Seja um profeta do Senhor, não aceite mentiras do diabo dizendo que as pessoas que dançam não querem nada com Deus. Mostre, não para as pessoas, mas sim para o diabo que você é um profeta e que pode ser usado em sua igreja, com seus amigos, em sua escola, em seu trabalho, etc. Use a sua voz e sua dança profética para abençoar almas. Só posso dizer a você como é maravilhoso deixar ser usado por Deus e como é prazeroso ver vidas sendo libertas, curadas, restauradas, durante a ministração de um culto e que foram tocadas através dos nossos gestos, por que deixamos de ser apenas dançarinos e passamos a ser Profetas.
Que o Senhor te ajude a não ser apenas um dançarino, mas que você venha ser um dançarino que faz diferença através de sua dança.

6 de abr de 2010

Inimigos da Adoração


Por Pastor Zezinho

Inimigos da Adoração

Adoração é uma atitude que temos em relação a Deus. A nossa atitude é que dita as nossas altitudes em Deus.

Salmo 91 - Há uma coisa envolvida na adoração que diz respeito em quê, ou melhor, em quem eu estou apegado.

A nossa adoração tem que ser na cruz, onde o Cordeiro de Deus nos atingiu. Devemos estar cheios do sangue do Cordeiro. Qualquer pessoa que estiver "ensangüentada" provoca algo no meio em que está.

A base da nossa adoração não pode ser sentimento, mas entendimento de quem Deus é. Não depende de circunstância.

Jó 1.20 - Jó, depois de todas as más notícias que recebeu ele adorou a Deus! Deus está sobre os problemas, ele não é refém dos problemas.

II Sm.12.20 - Davi, depois de receber a notícia de que seu filho morreu, adorou ao Senhor. Isso é atitude!

Há muitas lutas no salmo 91. Vs 3 - nossa adoração precisa ser livre de armadilhas. Certas amizades, idéias mirabolantes são verdadeiros laços de passarinheiro.

Vs. 5 - Terror noturno é mais do que medo; terror paralisa. Há também setas que voam de dia. A soberba, dúvida, medo são setas que nos atingem de dia.

Vs 7 - O que está ao nosso redor não é problema nosso, Deus está no controle.

Vs 10 - Peste ou praga é algo que passado de uma pessoa para outra. Mal humor, soberba contamina.

Vs 12 - Tropeçamos em várias coisas nas nossas vidas. Precisamos da proteção de Deus para não andarmos sempre em queda.

Vs 13 - Leão são aquelas tentações fortes que vêem sobre as nossas vidas. Serpente nos remete a sutilezas. Devemos ter cuidados com coisas sutis que nos envolvem e nos fazem pecar.

Êx 20.22 a 26 - Aqui nós encontramos três inimigos da adoração. O altar a ser construído aqui é o nosso coração, um altar de decisãoem se render ao Senhor.

Vs 24 - Complicação. ". um altar de terra me farás." Levantamos um altar com as coisas naturais que temos no nosso dia a dia. Complicamos muito as coisas e isso nos distancia da simplicidade da vida cristã.

Vs 25 - Falta de autenticidade. Inventamos coisas demais. Pior que complicar é inventar. Queremos ser o que não somos.

Vs 26 - Pessoa sem palavra. Integridade.

Que construamos uma vida de adoração que provoque uma resposta dos céus.

Há mais 2 altares que Deus responde com fogo na Bíblia. I Cr.21.12; 26. Davi levanta um altar e Deus responde com fogo. O altar que Davi levantou foi um altar de concerto. Deus é um deus de segunda, terceira, quarta. e muitas, muitas chances.

II Cr.7 - Salomão levanta um altar em reconhecimento de que é quem faz tudo. Salomão levantou um altar de gratidão.

Adoração e relacionamento

Já vem de alguns anos o mover da adoração no Brasil. Nossas lojas evangélicas estão cheias de CDs de adoração, nossas igrejas com agendas lotadas com congressos de adoração, e no coraçãode muitos crentes em nosso país, um anseio sincero de se tornarem verdadeiro adoradores.Mas como definir adoração? Estaria ela restrita a um estilo musical? Ou no nosso caso, enquanto ministros de dança, estaria ela restrita a um estilo de dança com panos esvoaçantes e movimentos leves? Para alguns, adoração é uma experiência quase que extra-corpórea, totalmente mística e sobrenatural, que acontece somente no “mundo dos espíritos” ou “das ideias”, como diria Platão.Mas o que a Bíblia nos ensina é que adoração, ao contrário do que parece, não é uma ação abstrata, e sim uma ação concreta e consciente. E toda ação só pode ser realizada por algo ou alguém. Ou seja, se alguém não fizer, ela não acontece. Assim como andar, comer, pular, dançar não acontece no acaso, sem a intervenção de um agente, assim também é a adoração. Adoração não é algo subjetivo, mas concreto.Bem, se alguém precisa fazer para que ela aconteça logo temos no centro da discussão dois personagens. O que faz a ação e o que sofre a ação. Em bons termos gramaticais, o sujeito da voz ativa e o agente da passiva. O adorador e o ser adorado, Deus. E é sobre o agente que eu gostaria de refletir, isso é, o homem.Deus é o sujeito da voz ativa, porque a adoração começa em Deus, e não no homem. É Deus quem gera no coração o desejo de buscá-lO. A Bíblia nos diz que é o Espírito Santo que tem poder de nos convencer. E a Bíblia também nos ensina que nós só podemos amá-lO porque Ele nos amou primeiro. (1 João 4:19)Portanto, o homem é o agente da passiva nessa história. E é sobre ele que vamos falar. Por quê? Por que não falar sobre Deus? Afinal ele é mais importante. Assim pensaríamos. Mas dentro da perspectiva de Deus que é imutável, sempre todo poderoso, Deus de amor e misericórdia, o homem tem um papel importante e é alvo dEle o tempo todo, pois o mesmo, o homem, é mutável, sempre dependente, nem sempre amável e poucas vezes misericordioso. Em outras palavras: Deus se importa muito com o homem.O salmista declara que a criação revela a glória de Deus, mas o homem se relaciona pessoalmente com o Criador. Partindo desse princípio entendemos porque fazemos o que fazemos, ou seja, porque dançamos, porque cantamos, porque tocamos, porque pregamos. Isso tudo tem haver com o relacionar com Deus e comunicar ao outro a mensagem do Deus que quer também se relacionar com os que não O conhecem. E para que haja comunicação é preciso haver linguagem. Dançar, cantar, tocar e pregar pode ser entendido com uma linguagem que viabiliza a comunicação da seguinte mensagem: relacionamento. E como todo relacionamento esse também está sujeito a alegrias, tristezas, erros, acertos, castigo e perdão. Fomos criados por Deus humanos e foi com essa humanidade que Deus escolheu se relacionar. Ele poderia se relacionar somente com os anjos, mas não o fez. O porquê disso nós não sabemos, permanece um mistério. Esse pensamento, que parece tão simples, contraria o pensamento vigente atual onde somos levados a crer que precisamos deixar de lado a nossa humanidade e nos tornarmos “quase anjos” para que Deus nos aceite e possamos nos relacionar com Ele. Nada está mais longe da verdade!

Algo interessante que me chama a atenção é a questão do som e da luz. A velocidade da luz é absurdamente rápida, trezentos mil quilômetros por segundo, que torna impossível ouvirmos o som que ela emite. Para ouvir o som da luz ela teria que diminuir drasticamente a sua velocidade. Aplicando isso em nosso assunto, foi exatamente isso que Deus fez. Deus, na pessoa de Jesus, diminuiu a Sua velocidade, desceu muitas notas na escala musical da eternidade para que pudéssemos entendê-lo. Ele se tornou homem para se relacionar conosco.
Em João 4:23 Jesus fala sobre a adoração em espírito e verdade. Ele enfatiza que a forma não é importante, mas sim a integridade do ato, a inteireza do ser ao adorar. Quando nos aproximamos de Deus, não temos que esconder ou amenizar as nossas intenções. Não precisamos fingir ser algo que não somos, pois Ele conhece nossa personalidade e características. Ou seja, a adoração, o relacionamento com o Senhor não é realizado com a “parte boa” do que somos porque um relacionamento verdadeiro não é baseado somente naquilo que é bom. Mas se prova verdadeiro quando exposto a inteireza do ser, seus predicados e percalços.

Talvez seja por isso que Deus pôde dizer que Davi era um “homem segundo o Seu coração”. Atos 13:22 diz: “E tendo deposto a este, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também, dando testemunho, disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem segundo o meu coração, que fará toda a minha vontade”. Mas como pode ser? Davi era um homem que “conseguiu enfrentar o olhar de Golias, mas devorava Betseba com os olhos. Desafiou os que se burlavam de Deus no vale, mas se juntava a eles no deserto. Conseguia liderar um exército, mas não uma família. Davi furioso, Davi chorão. Sedento de sangue. Faminto por Deus. Oito esposas. Um Deus”. (LUCADO, MAX. Gente como a gente: como Deus muda a vida de pessoas comuns. Página 168). Davi era verdadeiro diante de Deus e não omitia quem era.
Mas ser apenas verdadeiro não era suficiente, ele estava disposto a se arrepender e a rever-se. Davi era inteiro com Deus e em retorno Deus era tudo em Davi. Às vezes é difícil sermos quem somos, pois pensamos que certos aspectos da nossa vida que nos desagradam devem desagradar muito mais a Deus. Mas se não nos relacionarmos com Deus com a inteireza do nosso ser, dificilmente construiremos um relacionamento real e correremos o risco de agir assim como Adão que ao ouvir a voz de Deus se escondeu. Talvez não nos escondamos atrás de uma árvore, mas atrás de uma guitarra, de um teclado, de um microfone ou de um figurino de dança. Antes de sermos um ministro, somos pessoas, gente, e é com gente que Deus se relaciona e espera a adoração.

Olhando assim fica fácil entender porque dançamos, tocamos ou cantamos. Porque Deus escolhe pessoas imperfeitas como eu e você para terem relacionamento com Ele.

Felipe Toller

4 de abr de 2010

Louvores

1- Qual o significado de louvor?

O louvor no Antigo Testamento é basicamente definido por três palavras:

- Barak (bendizer)

- Yadah (dar graças)

- Balal (aleluia – louvai ao Senhor)

2- A quem então devemos louvar?

· Somente ao Senhor nosso Deus

· Não devemos louvar-nos a nós mesmos (2 Coríntios 10:12)

3- Porque devemos louvar?

· Porque Deus é bom (1 Crônicas 16:34)

· Para exaltar o poder de Deus (Salmo 21:13; Salmo 103:1-5)

· Para que os demônios saiam (1 Samuel 16:22-23)

· Para se fazerem conhecidas as obras de Deus (Salmo 105:1-3)

· Para nos apresentarmos ao Senhor (Salmo 100:4)

· Porque Deus habita nos louvores (Salmo 22:3)

4- O que acontece quando louvamos?

· O inferno estremece e os demônios se abalam (1Samuel 16:22-23)

· Nosso coração se enche de alegria (Salmo 100:1-2)

5- Como devemos louvar?

· Voluntariamente (Juízes 5:2)

· Com instrumentos e cânticos (Salmo 33)

· Com palmas e voz de triunfo (Salmo 47:1)

· Louvai com danças (Salmo 150:4)

· Em Ações de Graças (Salmo 147:7)

· Com sacrifícios, que é o fruto dos lábios que confessam o seu nome (Hebreus 13:15)

· No seu santuário (Salmo 150)

· De todo o meu coração (Salmo 9:1-2)

6- Quando devemos louvar?

· A todo tempo (Salmo 34:1)

7- Quem deve louvar?

· Eu e você (Salmo 71:22)

· Os anjos (Salmo 148:2)

· Os astros celestes (Salmo 148:3)

· Tudo o que vive (Salmo 150:6)

8- E se eu e você não quisermos louvar?

As pedras clamarão em nosso lugar (Lucas 19:36-40)





Salmo 103:1



Salmao 103:1 - Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome.

Nascemos, fomos feitos para louvar e adorar a Deus, pra isso fomos criado. E nós temos um instrumento que utilizamos para isso, o nosso corpo.

· a dança de Deus vem de cima, vem Dele.

· a dança de Deus vem do Espírito (quem usa a carne é o mundo) .

· a dança de Deus vem do esvaziamento do homem , do nosso eu, para Deus aparecer.

· A dança de Deus deixa o Espírito Santo ser tudo EM NÓS.