Nossos Vídeos

Loading...

Lider do Ministério de Dança - Evelin Estrada

21 de dez de 2010

É TEMPO DE DANÇAR

O Senhor veio a mim e disse: Eu quero que você conheça os meus amigos. Eu estava realmente animada pensando que eu iria numa viagem para encontrar Isaías, Jeremias, Pedro, Zacarias, Moisés. Ele me pegou pela mão e nós começamos a voar pelo céu, dando voltas, como num desenho animado. Eu não estava com medo apesar de estarmos muito alto, numa distância grande da Terra e do chão. Enquanto nós voávamos eu podia sentir a brisa no meu rosto. Eu sentia Sua mão segurando a minha, ali nas alturas, amando sentir o vento em minha face, e eu não temia, apenas por ter minha mão segura pela Dele.

De repente eu vi Seu rosto mudar. Ele se voltou diretamente à Terra e nós começamos a voar imediatamente em direção ao chão. Eu olhei para Ele, para Sua face e pude ver em Seus olhos e em Seu rosto uma determinação.

Isaías 50:7b – Por isso pus o meu rosto como um seixo (pederneira, pedra muito dura).
Eu cria que certamente não bateríamos no chão, mas eu olhava Sua face e era tão fixa e determinada que um medo terrível me tomou, mesmo eu estando segura em Suas mãos. Nós voávamos tão rápido num mergulho de cabeça em direção ao chão e Ele não parecia querer desviar.

De repente nós explodimos para dentro do chão. Eu senti a pancada na minha cabeça. Era como assistir a um filme de ação. Eu podia ouvir o som da Terra explodindo ao nosso redor, como o som de um foguete decolando para o espaço. Era ensurdecedor. Nós estávamos viajando por dentro da Terra e o rosto do Senhor nunca virava para a direita ou para a esquerda, mas permanecia fixo a frente.

Eu já podia ver o momento em que explodiríamos para fora do chão. Eu já podia ver a Terra, as rochas, a água, aquele fogo queimando e já podia sentir uma ardência e uma ferida em minha pele. Era como se a minha pele já sentisse tudo o que passava ao redor. Eu podia sentir uma dor horrível neste sonho.

De repente nós viramos para outra direção e explodimos para fora da Terra. Eu olhei para o meu corpo e ele estava todo cortado, minha pele toda rasgada e eu sentia a dor, mas naquele momento não se tratava de mim. Jesus me olhou, bem perto do meu rosto, olho a olho e disse “Eu quero que você conheça os meus amigos”.

Eu chorava porque todo o meu corpo doía. Eu esperava que Ele me notasse, visse minha dor e meus ferimentos, mas nada. Eu olhei ao redor e estávamos num lugar cheio de gente. Eu nunca tinha estado ali, mas eu sabia que era a Índia. Havia muita gente e um cheiro terrível, e eu seguia o Senhor. Ele nem olhava pra mim. Parecia que Ele queria que eu continuasse sentindo aquela dor no meu corpo. Havia crianças pequenas em todo o lugar, jovens belas garotas em prisões, e Ele permanecia ao lado de cada uma delas. Ele apenas ficava ali ao lado delas.

Os desprezados da Terra eram os que o Senhor chamava de amigos. Eu vi crianças no chão, com moscas em cima delas, de repente elas passavam daquela horrível vida e acordavam na eternidade. Ele estava ali, para cada uma, Ele estava ali. Nenhuma delas é esquecida ao Seus olhos, nenhuma.

A tristeza daquilo que eu via, junto com a dor agonizante que eu sentia no meu corpo me faziam chorar e chorar. O Senhor veio em minha direção, eu achei que Ele se compadeceria da minha dor, mas Ele disse “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos.”

Eu não podia suportar, aquilo tudo era demais para mim. Eu estava ali, vendo crianças morrerem, mães dando seu último suspiro, e jovens garotas sendo vendidas e Ele continuava dizendo “ Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos. Você não me conhece.”

Então, no momento em que eu me derramei em lágrimas, para a minha surpresa Ele olhou em meus olhos e disse num baixo sussurro “É tempo de dançar”. Ele disse aquilo como se fosse sua arma secreta, a dança....

Ele começou a dançar, com seus pés, como um sapateado. Aqueles pés perfeitos que revelam as marcas da morte e da vida dançavam aquele ritmo, uma marcha tribal, os pés do Senhor lançando fora a injustiça. Era a dança, a batida mais poderosa que eu já havia assistido. Assistir o próprio Senhor com as cicatrizes da paixão dançando sobre a injustiça a favor dos Seus amigos. Ele disse de novo “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos. Você não me conhece.”

Então Ele agarrou minhas mãos novamente e nós voltamos em direção ao centro da Terra, eu sentia uma dor horrível na minha pele cheia de cortes e feridas na minha carne, até aos ossos, e aquele som trovejante a medida que íamos mergulhando por dentro da Terra. De repente nós estávamos numa clínica médica.

Meu primeiro pensamento foi em relação à mim e a tamanha dor que eu sentia. Era como se não houvesse mais pele sobre os meus ossos, como se tudo tivesse sido rasgado e arrancado fora.

Ele repetia “ Eu quero que você conheça meus amigos”.
Eu olhei ao redor e vi uma lata de lixo repleta de bebês. Eu pude ver cabeças, mãos, pequeninos pés e bebês inteiros, lata de lixo atrás de lata de lixo. Alguns ainda estavam vivos e em movimento, suas peles estavam queimadas, alguns tinham suas cabeças esmagadas, alguns estavam inteiros mas com seus olhos totalmente arregalados.
Eu estava em choque. O Senhor me olhou novamente nos olhos e disse “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos. Esses são os meus amigos”.

Enquanto eu estava ali outro bebê foi jogado no lixo pela perna. Eu pude perceber os pensamentos do Senhor.

“Ah desprezados e esquecidos pela sociedade, vocês não são esquecidos! Vocês não são desprezados! Vocês não estão sozinhos!”

Eles não tinham voz naquela sala da Terra, mas eles tinham uma voz que chegava aos ouvidos do Pai, Deus Todo Poderoso.

Suas cicatrizes nunca se apagam nos corredores da eternidade. Eles clamam dia e noite, noite e dia e têm os ouvidos do céu. Eles tem a atenção e o ouvido do Deus Todo Poderoso.

Eu comecei a gritar: “Você não faz tudo isso à toa Lou. Você não faz tudo isso à toa Lou Engle! Você não faz tudo isso à toa Lou!

Eu pude ver através do hall da eternidade que o céu conhecia o precioso nome de Lou Engle. Lou conhece os amigos do Senhor. Eu podia ouvir o constante choro dos bebês pelos corredores do céu, os silenciosos da Terra, os esquecidos pela Terra, mas eles tinham o ouvido do Pai e eles estão dia e noite, noite e dia clamando por justiça sobre aqueles que tiram suas vidas. Mas... na eternidade eles são ouvidos!!! Dia e noite, noite e dia... clamando por justiça sobre os “fortes” da Terra... e eles tem o ouvido do Papai!

E de novo, o Senhor olhou fixamente em meus olhos e disse “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos. Você não me conhece.”

Eu fiquei ali soluçando e Ele olhou pra mim de novo perto dos meus olhos e disse naquele baixo sussurro “È tempo de dançar.”

Ele começou aquela “Nova dança” com aqueles pés perfeitos que pisaram os altos lugares da Terra, agora eles estavam dançando e marchando, bem no meio da clínica de aborto. Era tão poderoso. Era sempre na hora em que eu estava mais cansada e sem forças que Ele dizia ”É tempo de dançar. É tempo de guerrear, dançar é guerrear”. Ele dançava com Seu novo ritmo aquela batida com Seus pés. Não era uma simples coreografia, eram os pés da própria Justiça marchando sobre a injustiça, e Ele disse “Apenas espere até que a Terra me acompanhe nesta dança, alguns já me acompanharam e eu estou estendendo o convite, mas você só pode dançar quando seu coração já estiver rasgado e quebrantado.”

Então Ele veio novamente a mim e disse “Eu quero que você conheça alguns dos meus amigos”. E de novo fomos para dentro da Terra, eu quase não aguentava mais. Meu coração estava tão doído. Minha pele estava ferida. Eu olhei para baixo e parecia que uma bomba havia explodido ali próximo a mim. Estávamos descendo em uma rua bem lotada. Ele ia na minha frente e eu com tanta dor, queria que Ele fosse mais devagar, mas aquilo não se tratava de mim. Ele queria que eu sentisse a dor, para que meu coração conhecesse a dor, a abraçasse e a tomasse como minha.

Ele me esperou para que eu andasse ao seu lado. Esse lugar eu sabia, era Israel. Algumas vezes eu o veria inclinar sua cabeça para alguém como que dizendo “olá” ou “shalom”. Ele não falava nada, somente inclinava sua cabeça. Ele capturava seus olhares e depois voltava sua cabeça ao normal. Eu olhava para a pessoa à qual Ele acenou e via seus olhos incharem.

Eu podia ver uma luz se acendendo dentro delas. Eu podia ver apenas num relance Jesus abrindo os olhos dos seus corações e eles podiam vê-lo literalmente como Jesus o Messias. Eu podia ver literalmente dentro delas, conforme seguíamos nosso caminho em Jerusalém, que totalmente de repente os olhos dos seus corações eram abertos e uma pequena chama começava a queimar dentro delas.

Algumas das pessoas que Ele acenava eu sabia que eram grandes autoridades, líderes da comunidade judaíca. Rabinos. Eu podia ver literalmente em um relance o Senhor abrindo seus olhos, eu podia ver o Senhor aparecendo. Ele estava se revelando para alguns dos principais rabinos daquela Terra e apenas num relance, num pequeno aceno, aquela chama de revelação começava a queimar no profundo do seu interior e num segundo os olhos dos seus corações eram abertos.

Salmo 102:16 “Porque o Senhor edificou a Sião, apareceu na Sua Glória”
Nós seguimos estes rabinos até seus lares e eles se fecharam em seus quartos. Eu os via cair sobre seus joelhos e clamar “Isto muda tudo. Isto muda tudo!” Eu podia ver o Senhor vindo e soprando sobre aquela pequena semente de revelação no seu interior e pouco a pouco começando a queimar como um crescente fogo. Eu pude ver aquela pequena chama de revelação se tornar como uma “fogueira corroendo seus ossos”.

Eu vi que este fogo continuava a queimar até o dia determinado no qual estes rabinos não conseguirão mais segurar e irão bradar nos altos montes “Yeshua é o Messias!”

Eu me lembrei de como oramos por isso em nossas pequenas reuniões de oração na cidade do Kansas, que Jesus apareceria, viria em Sua glória. Ele virá, Ele realmente virá. Eu olhei e esta era a primeira vez que eu via a face de Jesus e Ele tinha lágrimas escorrendo em Sua face e pude ouvi-lo dizendo: “Ah Jerusalém, ah Jerusalém!”

Eu podia sentir em meu coração a paixão e o amor que Ele tem por Israel. Eu pude ver o coração de um apaixonado quando não tem o retorno de sua amada. E Ele olhou para mim de novo e disse: “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos. Você não me conhece.”

Eu pude sentir no profundo do meu ser o profundo amor que Ele tem por Israel. Como Jacó amou Raquel, como Elkanah amou Hannah, porém Seu amor estende-se muito além do amor carnal. Eu continuava chorando e o sal das minhas lágrimas fez minha pele arder, eu não conseguia parar de chorar e quando eu achei que não agüentaria mais, quando já me via desabando em um montão de lágrimas no chão, Ele disse naquele baixo sussurro para mim: “É tempo de dançar.”

De repente nós estávamos bem em frente ao Muro das Lamentações e Ele começou de novo aquela dança, batendo os pés no chão, aquele sapateado tribal, aquela dança de pés perfeitos, como eu nunca tinha visto. Era sempre no momento em que eu me sentia mais sem forças, e cansada que Ele dizia “É tempo de dançar”. Eu sentia a presença do poder, o poder daquela dança sobre a injustiça. Ah que bela imagem, ver o Filho de Deus e Seus pés perfeitos marchando ali e dançando sobre a injustiça! Jesus continuava dizendo “É tempo de dançar. É tempo de dançar”

Há uma nova dança surgindo, que brotará da nossa adoração e do nosso coração pelos pobres da Terra, pelos esquecidos, mas que o Senhor chama de amigos e somente quando nosso coração estiver totalmente quebrantado é que será o tempo de dançar.

Ah que visão tremenda, quando o Rei dos reis, a Justiça da Terra e Seus passos perfeitos que revelam as marcas da paixão começam a dançar, e pisar sobre a injustiça. É uma dança literal. É uma marcha real.

É tempo de dançar. Eu percebia isso no meu sonho enquanto andávamos pelas ruas, subindo até o muro aonde Ele começou Sua dança. Eu sabia que Ele estava se revelando para muitos, pessoas chaves na comunidade judaíca, rabinos de alto escalão na comunidade, exatamente no meio daquela dança.

Eu vi seus olhos incharem. Eu pude ver dentro deles, seus corações batendo fortemente. Eu pude ver o Senhor colocando dentro deles um entendimento de que Ele e somente Ele é o Messias. Para um momento como esse, o dia está chegando, em que os determinados rabinos no tempo do Senhor, terão seus corações movidos e agitados e explodirão por dentro, até correrem aos altos lugares de Jerusalém e gritarem para toda Jerusalém: “Yeshua é o Messias. Bendito é o que vem em nome do Senhor!”
Neste momento, eles estão escondendo isso e se perguntando se isso realmente aconteceu, se foi real.

Já foi estabelecido para um determinado momento nos dias que virão. Ele aparecerá e abrirá os olhos dos corações dos homens e colocará seus ossos em chamas. Eu pude ver estes rabinos explodindo com a Palavra do Senhor, proclamando sua vinda. Está acontecendo. Foi determinado para um tempo específico. Está acontecendo hoje.

Jeremias 20:9 “Então disse eu: Não me lembrarei dele, e não falarei mais no seu nome; mas isso foi no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; e estou fatigado de sofrer, e não posso mais.”

E ainda por fim Ele disse: “Até que o seu coração esteja rasgado e quebrado como sua carne está agora, você não conhece meus amigos.”



É tempo de dançar!



13 de dez de 2010

O QUE É DANÇA PROFÉTICA?


Graça e paz amados levitas da dança, saudades de postar para vocês!

Graças a Deus os estudos que estão aqui têm alimentado muitos levitas.

Gostaria de passar para vocês hoje um pouco que aprendi sobre dança profética ao longo desses 11 anos que dança para Deus, confesso que ainda não é tudo, ainda há muito para ser aprendido. Com um coração disposto a aprender conseguiremos chegar longe.

Definição: Dança profética é toda e qualquer dança que tenha um cunho espiritual, ou seja, tudo que tenha um propósito estabelecido por Deus. Logo, se uma dança não tem esse propósito ela se torna nula e vazia. Dançar profeticamente não está ligado a dançar com roupas de nações ou com bandeiras, dançar lento ou rápido, espontâneo ou coreografado, ballet ou street dance. A dança profética se manifesta nas mais diversas modalidades de dança, basta somente, TER PROPÓSITO.

  1. A Dança Profética acontece por revelação – Em todas as passagens bíblicas vemos Deus o ser supremo revelando a sua grandeza e majestade para com seus filhos, se não temos a capacidade de ler essa tal revelação tão pouco receberemos revelações especiais. A dança profética dança a palavra de Deus revelada pela Bíblia Sagrada. Em Mateus 6.6 vemos que é no lugar secreto que as revelações acontecem, por isso, não vá esperando ter revelação sem ter um lugar secreto para falar com Deus. “Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”.

  1. Não é uma modalidade de dança – Ao contrário do que muitos pensam, dança profética não é uma coisa a ser aprendida em escolas de dança, principalmente em escolas seculares que só visam lucrar em cima de cristãos mal informados. Você tem seu estilo de dança, é como se fosse seu DNA, não existe outra pessoa que dance igual a você, o que existe são pessoas dançando com mesmo propósito. Jesus nos ensinou o pai nosso, porém, o diálogo (oração) com nosso Pai deve ser aperfeiçoado e exercitado a cada dia, não é uma coisa decorada, acontecimentos da vida não são decorados.

  1. Uma arma para evangelização – Ao nos depararmos com equipes de dança o que vemos são pessoas fazendo de seus ministérios como animais de estimação, uma coisa domesticada, equipes que só se apresentam para crentes, onde está a graça? E quando falo graça é graça de Deus. O que temos em nossas mãos é uma arma para ir às ruas e atrair a atenção das pessoas para Deus. Como o faremos se ficamos dentro das quatro paredes do templo? A dança é uma rede para atrair muitos jovens. Uma arte poderosa que associada à palavra de Deus surte um grade e positivo efeito.

  1. É um aprendizado diário e um desenvolvimento constante – podemos dividir as pessoas que dançam em dois grupos, as que sabem e as que nada sabem. Qual é o seu grupo? Como você espera receber algo grande de Deus se você tem uma mente pequena e limitada sobre si mesmo e sobre seu ministério? Deus honra somente os que têm um coração nobre, aquele que se esforça para fazer o melhor mesmo muitas vezes não sendo o melhor aos olhos de muitos. O que temos que aprender é que para Deus não se faz nada de qualquer maneira, de qualquer maneira você pode fazer pro seu cachorro que ele nem vai reclamar, mas, ao Senhor dos Senhores, faça com excelência EXAGERADA.


2 de nov de 2010

Danca profética - romper com as barreiras

Autor: Gisela M. Kohl Matos


“... os cinqüentas profetas de Jericó viram isso e disseram: o espírito profético de Elias repousa sobre Eliseu...” (2 Reis 2:15).
Muito hoje é falado sobre a dança profética e até mesmo está virando “moda”! A maioria dos ministérios de dança dizem: “Essa tal de dança profética, vou levar essa visão para o meu grupo e vamos entrar nessa onda!” Infelizmente muitos têm vivido essas “ondas” e não têm experimentado o que realmente é a dança profética.
O Senhor tem levantado uma geração de profetas comprometidos unicamente com o Senhor e que têm a ousadia e autoridade para serem um voz profética aonde quer que estejam. Mas como eu, um dançarino, posso ser um profeta?
É bem interessante a vida do profeta Elias, eu tenho aprendido muito com sua autoridade e ousadia. Vemos que quando Deus levanta um profeta, e ele começa a ser canal de benção para seu povo, o diabo fica furioso e tentar fazer de tudo para calar a sua voz, por que o profeta incomoda. Quando ele abre a sua boca e começa a profetizar é o próprio Deus falando através dele! E a Bíblia narra que Elias foi arrebatado ao céus enquanto andava com seu discípulo Eliseu.
Eliseu sabia que Elias ia ser levado aos céus e nessa circunstância ele pediu uma só coisa: a porção dobrada do espírito de Elias sobre ele. Elias sabia que era um pedido difícil porém disse a Eliseu: "se me vires quando eu for tomado assim se te fará, porém se não, não se fará". Quando Elias é arrebatado a sua capa cai sobre Eliseu, que estava triste pela morte de seu líder. Neste momento Elizeu abre a sua boca para reclamar:" Ah! se Elias estivesse aqui..." e no gesto enfurecido ele pega a capa de Elias e bate nas águas que se dividem em bandas e passa a seco. Os profetas de Jericó, quando viram isso, perceberam que o espírito profético de Elias estava sobre Eliseu. Aquilo que Eliseu queria tanto estava sendo concretizado. Nos capítulos seguintes a Bíblia narra os muitos milagres que Eliseu realizou. Milagres ainda maiores do que o próprio Elias.
O Senhor me levou a estudar mais sobre a vida do profeta Elias, fui tremendamente impactado com esse capítulo que me levou a refletir: Como posso eu ser um profeta através do meu dom, através daquilo que eu sei fazer para o Senhor? E por instantes parei meu estudo, e Deus me conduziu ao meu quarto para buscá-lo, e só sair quando estivesse com a resposta. Deus falou comigo aquela tarde: "Filho você não tem Elias, muito menos Eliseu, mas tem a mim! E eu te dei o meu espírito profético, o meu filho (Jesus), tome posse da vida profética de meu filho". Foi quando sai dali com posse do espírito profético de Jesus e descobri que Deus não me chamou para ser apenas um dançarino que todos os cultos esta lá se apresentado, mas Deus me chamou para ser Profeta, para ministrar a libertação, a cura, a restauração de vidas que chegam totalmente sem esperanças, perdidas! Deus mudou totalmente a minha visão com relação a dança. Deus não quer apenas dançarinos perfeitos com suas coreografias belíssimas, muito bem elaboradas (embora devamos dar o nosso melhor a Ele) e também não quer roupas belíssimas para estar se exibindo para as pessoas que vão ali adorar ao Senhor. Não somos o centro das atenções, mas sim o Senhor, e a congregação precisa ver isso em nós!
Deus quer usar-nos como profetas Dele aqui na terra. Tenho aprendido nesses últimos dias que devemos sair de detrás de nossas danças! Muitos de nós que estamos nesse ministério temos um grave erro de se esconder atrás da dança! Mas como assim? Simples, deixamos bem claro e até fazemos questão de esclarecer que apenas somos dançarinos! E que não conte conosco pra mais nada! Como se a única coisa que sabemos fazer é dançar! E muitas pessoas de nossas Igrejas realmente olham para nós e nos vêem realmente assim! “Ah! fulaninho, fulaninha de tal só quer saber de dançar, não quer nada com a interceção, com oração. Ah! Não vemos esses meninos abrirem a sua boca e deixarem ser usados por Deus!” Meu irmão, saia de detrás da sua dança! Tome posse do espírito profético que Deus te deu e venha ser uma benção em sua igreja, que as pessoas não olhem para você e só vejam apenas um dançarino, mas que elas possam olhar para você e ver a unção de Deus sobre a tua vida e você como um profeta.
A dança profética rompe com as barreiras da forças malignas! Você sendo um profeta, irá romper com as barreiras das forças malignas! Tudo que profetizamos aqui na terra temos que crer que nas regiões celestiais estará acontecendo um rebuliço em favor daquilo que falamos. Se somos profetas, temos que usar gestos proféticos em nossas danças, crendo que Deus irá atender aquilo que estamos liberando através da dança. Tudo que fazemos tem que ter um propósito profético seja em cores, sejam gestos, seja em qualquer movimento, tem que haver propósito. Se fizermos uma coreografia com um propósito de libertação, ou de cura, ou de restituição, ou de renovo, tomamos posse do espírito profético que Deus nos deu, da ousadia e da autoridade e deixamos nossas mentes livres para o Espírito Santo conduzir nossas coreografias. Também é importante deixar uma pessoa responsável para liderar o grupo nas danças espontâneas. Enquanto estivermos na ministração espontânea, estamos entrando numa guerra espiritual! Assim como na guerra há um soldado responsável para liderar o batalhão na estratégia de ataque ao inimigo, assim deve acontecer na dança profética.
Precisamos experimentar a dança dos céus, convidar ao Espírito Santo para estar juntamente conosco dançando, crendo que tudo o que estamos fazendo naquele momento vai atingir aquelas pessoas que precisam da libertação, restituição e renovo. Por isso, saia de detrás da sua dança! Seja um profeta do Senhor, não aceite mentiras do diabo dizendo que as pessoas que dançam não querem nada com Deus. Mostre, não para as pessoas, mas sim para o diabo que você é um profeta e que pode ser usado em sua igreja, com seus amigos, em sua escola, em seu trabalho, etc. Use a sua voz e sua dança profética para abençoar almas. Só posso dizer a você como é maravilhoso deixar ser usado por Deus e como é prazeroso ver vidas sendo libertas, curadas, restauradas, durante a ministração de um culto e que foram tocadas através dos nossos gestos, por que deixamos de ser apenas dançarinos e passamos a ser Profetas.
Que o Senhor te ajude a não ser apenas um dançarino, mas que você venha ser um dançarino que faz diferença através de sua dança.

31 de out de 2010

TAO SIMPLES, TAO DIFICIL

Como são as coisa né...
As vezes ficamos tentando " achar" o que fazer para agradar a Deus, quando na verdade o que ele nos pede é muito simples...
Ele não está interessado em nossos dons e talentos ou então com o que nos temos para oferecer a ele
(as vezes somos capazes de pensar que por que temos alguma habilidade podemos impressiona-lo).

Mas a bíbilia nos fala em Salmos 51:17

Os sacrifícios que agradam a Deus são um Espirito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus não desprezarás.

Como poderemos ter esse Espirito quebrantado?
Nos achegando a Deus, deixando tudo de lado e colocando o nosso tempo com ele como prioridade. Jesus já rasgou o véu que nos separava da presençado Pai, hoje temos livre acesso ao trono do Deus altíssimo e na maioria das vezes não damos a devida importância a isso.
Só temos que nos aproximar de Deus e assim ele se aproximará de nós e então seremos cheios do Espirito Santo e faremos maravilhas no poder que há no nome de Jesus, pregaremos o evangelho com ousadia, por que saberemos o quanto isso é importante para o nosso Deus.
E junto com tudo isso receberemos as maravilhas do sobrenautral de Deus. Sem termos como principal objetivo as coisas desse mundo, nada de mais não , mas o básico para uma vida saudavel.

Ele diz:Busquem em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas essas coisas lhe serão acresentadas Mateus 7:33

Meu desejo é que cada dia mais eu possa me esvaziar de mim e assim o Espirito Santo de Deus possa ocupar todo o espaço, e fazer de mim um vaso que a cada dia esta sendo aperfeiçoado para a sua glória!

Estou lendo um livro: Tu és fiel Senhor! Confiando no Deus do impossível

E tem uma parte que a autora escreve: Talento não é o mais importante. Todo o talento do mundo não realizará nada espiritualmente significativo se não vier de um coração que esteja verdadeiramente entregue a Deus.

É a mais pura verdade.
Por isso clamo ao Senhor para que meu coração possa estar totalmente entregue a Ele, e que ele possa me ensinar a vencer a minha carne, pra que eu possa estar com o coração aberto e disponível pra tudo o que o senhor tiver pra mim, não quero impedir o Senhor de agir na minha vida.
Quebra tudo Deus e me faça de novo!




22 de out de 2010

Dança mundana / Dança diante de Deus

Pra começar, todas as danças são de Deus, mais o diabo como é astuto ele faz como ele acha melhor, querem fazer dos homens, escravos de seus corpos. Alguns usam a dançam para seduzir alguém, outros dançam pra mostrar q tem corpos bonitos, e outros dançam porque gostam de se expor mesmo. Pois é isso que o diabo quer, trazer prostituição em todos os sentidos.A palavra mesmo diz em Êxodo 32.9- Tenho visto a este povo, e eis que é obstinado.
É isto que o diabo quer, um povo obstinado pelas coisas que ele oferece.
Em I Samuel 30.16 diz - E eis que estavam espalhados sobre a face da terra, comendo, bebendo e dançando, por todo aquele grande despojo que tomaram da terra...
Pois o diabo quer isso. Muitas pessoas quando estão com problemas vão para uma festa pra comer, beber e dançar pra esquecer os seus problemas. Mas isso não adianta pq naquele momento é só alegria e então quando você retorna para sua casa você vive aquele momento de preocupação. E eu pergunto adiantou alguma coisa?
Em Marcos 6.22 diz-...Dançou, e agradou a Herodes e aos que estavam com ele á mesa; disse então o rei a menina: Pede-me o que quiseres, e eu to darei.
O diabo quer usar a dança para fazer o que quiser através dela, e muitos usam a dança para seduzir.
Deus quer mudar a vida dessas
pessoas que dançam dessa forma.Em Jeremias 31.4 diz:Ainda te edificarei, e serás edificada, ó virgem de Israel! Ainda serás adornada com os teus adufes e sairás com o coro dos que dançam.
Deixo um versículo para você refletir, em Jó 21.34 diz: Como, pois me consolais em vão?Pois nas vossas respostas só há falsidade.
Ou se acharem melhor leia Jó 21

Dança diante de Deus
Quando dançamos pra Deus, nós dançamos para Adorar a Deus, por tudo que somos e por tudo que temos e pela salvação q temos em Cristo Jesus. Afinal, foi pago um bom preço para isso. João 3.16 diz: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Por isso que adoramos e dançamos para Deus, pois ele fez e faz coisas maravilhosas nas nossas vidas.
Não é pecado dançar, a dança tem que ser gerada do coração vindo de Deus.
Na bíblia no livro de EXODO 15:20, 21-Então Miriã, a profetiza, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças. e Miriã respondia: cantai ao senhor, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo com seu cavaleiro.
Esse versículo fala que Miriã dançou alegremente que contagiou as outras mulheres e então vieram todas atrás de Miriã .
Dançar pra Deus é assim, você contagia quem esta ao seu lado.
Temos também no livro de II Samuel 6.14 diz que Davi dançou com toda a sua força para Deus.
Pois é isso que temos que fazer, dançamos com todas as nossas forças, porque toda honra e toda glória é dada somente pra Deus.
O que eu tenho há dizer pra você é LOUVEM O SEU NOME COM DANÇA, CANTEM-LHE O SEU LOUVOR COM ADUFE E HARPA. (SALMOS 149.3)

fonte: http://fotolog.terra.com.br/restituicao_do_mana:8

21 de out de 2010

Dança Profética

A utilizaçãoa dança é algo que tem crescido tanto em número de igrejas que a introduziram em seus cultos, quanto na forma de apresentação.

Vemos que em algumas igrejas apenas a utilizam em forma de coreografia, onde há ensaios para que os movimentos sejam idênticos, em outras as apresentações são de forma teatral valorizando vestes e mensagens.
Esta ferramenta (a dança), assim como a música, pode ser utilizada para o engrandecimento do nome de Jesus, como também um instrumento nulo, sem efeito algum.
Ultimamente temos ouvido uma grande divulgação do termo profético (louvor profético, adoração profética, conferência profética, dança profética). Neste estudo falaremos sobre a dança profética.
No livro de Romanos capitulo 12, versículos 6 diz: "temos variedades de dons segundo a graça que nos é dada", vejo que a dança é um dom, assim como a profecia, sendo a dança um dom natural e a profecia um dom espiritual.
Como podemos unir estes dons em prol da obra, como Deus quer agir?
A dança na igreja leva o adorador a expressar com o seu corpo, tudo aquilo que ele está sentindo, ele fala através da expressão, do movimento.
O profeta fala aquilo que está no coração de Deus, aquilo que está no mundo espiritual.
Nas escrituras não encontramos nenhum relato de uma profecia dada por dança, apenas descreve que Miriã dançou, expressando ações de graças, e ela era uma profetisa.
Mas vejo que Deus quer que façamos coisas diferentes, em seu nome faremos coisas maiores do que as que Ele fez, temos que ser ousados sempre, mas nunca sem base bíblica.
Precisamos estar sob a direção do Pai, para que Ele nos use como instrumentos afinados, ajustados, totalmente excelentes.
O termo profético na dança não pode ser usado para prever algo com expressões, mas sim revelar aquilo que Deus deseja para a sua igreja.
I Corintios, 16-1 diz : "segui o amor, e procurai com zelo os dons espirituais, mas principalmente o de profetizar". Estamos em uma geração que precisa restaurar o dom profético, Deus precisa restabelecer suas atalaias.
Não podemos permitir que a profecia perca a sua essência, se isto acontece, literalmente estamos nadando contra as correntezas.
Há grande diferença entre ministrar com danças e o profetizar com danças.
Na ministração expressamos aquilo que sentimos, ou seja, nossas emoções, nossa gratidão, nossa adoração. É uma dedicação pessoal, mas que contagia outras pessoas, além disso, cativamos a igreja a obter maior liberdade na presença do Senhor. Estaremos servindo ao Senhor com a nossa dança.
DANÇA PROFÉTICA
"Procurai o dom de profecia..."
A pessoa que exerce a função de dançarino na igreja precisa buscar este dom. Não podemos simplesmente dizer, profetizei, ou exerci um ato profético. O profeta, fala aquilo que está vendo ou sentindo no mundo espiritual, em uma visão diferente, tem a visão de Deus, daquilo que o Pai quer realizar. Ele tem o sentido que muitos não tem, mas precisam, então Deus levanta tais pessoas para realizar a sua obra e o seu querer.
A Bíblia sempre fala do verdadeiro profeta como um referencial, vemos que o povo, os reis, os líderes sempre procuravam os profetas para saber como proceder. Eles tinham intimidade com o Pai, caminhavam em um ritmo diferente, tinham uma visão diferente.
Quando iniciamos uma dança profética, neste momento o Senhor está falando, quero que você dance em um ritmo diferente, com passos diferentes, eu vou te dirigir e não você a mim.
Deixamos nossas emoções e damos lugar ao Espírito de Deus, para que realize através de nós a vontade do Pai, como instrumentos totalmente afinados.
Podemos dizer que a essência do profético é entrar no mundo espiritual, ver, ouvir e expressar aquilo que está no coração do Pai.

Para que haja a dança profética é necessário antes de tudo ter vida com Deus, ter humildade, adoração como regra de vida, santidade.
Não podemos planejar uma dança profética, como profetas devemos estar sob total direção de Deus.

Extraído

Autor : Emerson Medeiros. emerson@lugarsecreto.fh2.net

20 de out de 2010

GRATIDÃO

Uma das maiores expressões de adoração que podemos manifestar ao Senhor todos os dias é a nossa Gratidão.

Davi nos ensina: “Rendei graças ao Senhor porque Ele é bom e a sua misericórdia dura para sempre.”

Precisamos parar para ver como tem sido a nossa oração diante do Senhor: temos apenas orado pedindo suas bençãos ou temos acordado todas as manhãs com um coração grato: pelas misericórdias do Senhor que se renovaram sobre as nossas vidas, pelo pão que não tem faltado à nossa mesa, pela nossa família, por nossa saude, pela provisão diária do Senhor em nossa vida… temos tantos motivos para agradecer mas, infelizmente, gastamos mais tempo de nossas orações lamentando e pedindo.

Até a medicina comprova que, quando temos um estilo de vida de gratidão, isso produz saúde física e emocional ao nosso corpo.

O nosso desafio é até mesmo agradecermos ao Senhor pelas dificuldades que enfrentamos no dia a dia, onde temos oportunidade de ver a glória do Senhor se manifestar em nossas vidas.

A oração de gratidão no meio da adversidade agrada o coração do Senhor.

Estou feliz e grata ao Senhor pelo que Ele fez neste fim de semana na Estância Paraíso na Escola Intensiva. Tivemos irmãos do Rio de Janeiro, Espírito Santo, São Paulo, Brasília, Natal, Minas Gerais e até da Alemanha, aprendendo mais do Senhor e clamando juntos, em unidade profetizando um novo tempo para o nosso Brasil.

Nesta semana escolha adorar ao Senhor!

Comece diferente sua semana. Adore ao Senhor por sua vida, pelos feitos poderosos do Senhor, por sua família, pelo chamado e propósito que Ele tem e vai realizar através da sua vida, pela sua Igreja, pela sua cidade e pelo nosso Brasil.

“Suba a minha oração perante a tua face como incenso, e as minhas mãos levantadas sejam como o sacrifício da tarde. Salmos 141:2

Tenho certeza que você vai experimentar o SOBRENATURAL DE DEUS nestes dias.

Quero te convidar a participar conosco do próximo Seminário de Intercessão que será realizado de 22 a 24 de outubro, na Igreja Apascentar em Nova Iguaçu – RJ.

Você pode ter informações no telefone Tel 21.2669.5757.

Um abraço,

Zê - http://blogdaezenete.wordpress.com/



DOM SEM UNÇÃO É PERCA DE TEMPO


Graça e Paz amado levitas da dança,


Neste artigo abordaremos um assunto tão importante quanto os que já foram publicados aqui no BLOG JIDE e eu espero que seja fonte de bençãos para a sua vida e a vida de sua equipe. A bíblia nos fala sobre os dons do Espírito (1Co.12.1) e também nos fala que esses dons são para servirem a igreja, o copo. (1Co.12.7).
Deus nos conhece, já nos conhecia mesmo antes mesmo de nossos pais (JR. 1.5), antes de nascermos trazemos conosco o dom, a vida e outras apetidões naturais e a medida que vamos nos deselvonvendo esses dons também são estimulados dentro de nós. A palavra dom significa dádiva, presente, esse é o presente que Desu nos dá.

Dom e Talento

Os dois são dádivas dadas por Deus para a edificação da igreja, mas, pude perceber que existem algumas diferenças entre eles. Vejamos:
O dom é uma dádiva divina somenete para os cristãos (Rm.12.2-6). Os dons não são para serem usados para propósito egoístas e sim para abençoar pessoas. Os talentos diferem dos dons no sentido de que é uma dádiva comum a cristãos e não cristãos. O talentos podem ser dados por Deus ou não. Em Êxodo 31.1-6 vemos que Deus liberou um talento sobre a vida de Bezalel, visto que podem ser cultivados de acordo com o ambiente, e com a genética. Se uma criança nasce numa família de bailarinos, logicamente, suas abilidades específicas serão voltadas para a dança, assim como uma crianças que nasce num ambiente circense ou musical. Podem ser também por genética, uma criança que tem habilidade com números e se difere das outras pela sua alta capacidade de calcular. Os dons são direcionados somente para acrescentar na vida espiritual da igreja, já os talentos pode ser levados para âmbito profissional secular. Todos podem ter talentos, partindo do princípio de dedicação e busca por aperfeiçoamento.

Você tem cultivado os seus dons?

O aperfeiçoamento só vem mediante a prática isso envolve tanto dons espirituais como talentos, por isso temos que ter uma vida de busca e santidade como também buscar e andar com pessoas que são melhores do que nós. Nunca devemos andar com pessoas que não vai nos acrescentar algo de bom a nossa vida ministerial e secular. Se um planta não recebe os devidos cuidados para que possa florescer e dar frutos ela nunca vai se deselvolver e nossos dons e talentos funcionam da mesma forma, se eu não cuido do meu talento eu não terei bons resultados. Se eu não busco mais de Deus, meu dom nunca será um canal de benção. Quando cultivamos nossos dons ficamos aptos para exercitá-los. O inimigos deste século quer nos levar a esquecer do dom que Deus nos deu, colocando empcílios afim de que larguemos de lado o maravilhoso dom que Deus nos deu. Peça a Deus mordomia, ao contrário do que você pode estar pensando sobre mordomia, essa capaciade diz respeito a administração. Você precis administrar seu tempo, o que temos visto em muitos lugares são pessoas que gostam tempo na frente de um computador, da televisão e esquecendo que precisa ter mordomia para organizar sua vida. O Espírito de Deus só atua quando há organização, Deus nunca vai te usar enquando você for um desordeiro.

Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. 1 Timóteo 4:14.

O diabo tem a cada dia tentado enterrar os nossos dons e ele coloca artifícios como timidez e medo para nos paralizar. A timidez que paraliza não é um sentimento e sim um espírito malígno que atua nesta área. Quanto mais timidez, mais areia é jogada nos seus dons. A timidez é um espírito que vem atuando dentro das igrejas nos dias de hoje. Existe uma diferença entre timidez e falta de conhecimento.
Exemplo: Quando uma pessoas é escalada para dar uma palavra no culto, a pessoa sabe falar e tem uma boa dicção, no entanto, não tem profundo conhecimento do que vai falar, então acaba ficando limitadar por não conhecer a palavra. Contrariando esse exemplo temos o tipo de pessoa que tem um conhecimento profundo do que vai falar mas, por uma ação demoníaca que trava, ela não consegue se desenvolver.
Muitas pessoas têm dado ouvido a esse espírito malígno ao invés de dar ouvidos para o Espírito Santo de Deus para que ele possa operar.
Quando você dá ouvido ao espírito maligno ele causa falta de interesse, traz com ele outro demônio que faz o indivíduo se sentir um perdedor e sentindo o pior dos piores.
Eu não estou falando que você está com um demônio no corpo, mas, estou afirmando que você está se deixando levar por uma ação malígna.

Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. 1 Pedro 4:10

Buscando unção sobre minha cabeça

A unção nos diferencia das demais pessoas, é ela que se torna a ponte, o elo de ligação entre eu e Deus.
Para termos a unção é preciso pedir ao Todo Poderoso para que Ele nos conceda. Deus só nos dá a unção quando ele sabe que vamos usar, não adianta nada pedirmos a unção se não vamos usar. Temos que usar a nossa unção para curar, libertar, alegrar, ganhar almas, tocar o coração de Deus, a unção não se limita apenas a isso que acabamos de citar, a unção não tem limites, use sua unção, exercíte-a de forma criativa.Também deve hever em um ministro de louvor em danças a conservação e renovação da unção, como uma fonte a jorrar. A água da fonte ela não fica velha, ela está em movimento, ele se renova, assim deve ser a nossa unção, sendo renovada a cada dia, unção velha não cura ninguém, não faz a diferença em ninguém. Para que a unção não acabe é preciso renovar o odre e esse odre sou eu, é você. Um caso parecido com este é o caso da viúva, que se encontra em II Reis 4.1-7. O que me chamou a atenção nesta passagem foi que o azeite só parou de descer quando se acabaram os potes. Essa passagem se encaixa exatamente na palavra que eu quero transmitir para você. Enquanto havia potes para serem cheios havia unção descendo do alto, quando acabaram os potes, sessou a unção. Trazendo para nossa realidade a unção só acaba quando sessam as orações, quando o nível de busca termina.
Você pode até realizar com o seu talento, mas sem a unção para diferenciar você só vai estar perdendo o seu tempo.

"A unção só acaba quando acaba os odres, ou seja, quando você para de buscar".

Toda a boa dádiva e todo o dom perfeito vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Tiago 1:17

Meu ministério tem impactado alguém?

Dançar simplesmente por dançar nunca foi e nunca será uma boa idéia. Quando dançamos estamos entregando a Deus o nosso louvor, o louvor sobe a presença de Deus como um cheiro suave. Quando passamos na rua e sentimos um cheiro desagradável, rapidamente saímos daquele lugar, pois o cheiro é insuportável, o mesmo acontece com Deus quando dançamos de forma que ELE não gosta (no pecado), um cheiro de carniça, um cheiro desagradável e insuportável sobe as narinas de Deus. Será que Deus vai habitar no meio de carne podre? Quando a SUA palavra diz que somos templo do Espírito Santo é para nos conservermos puros e limpos. Como está sua casa? Como está seu coração? Como está a arrumação da sua casa? É tempo de arrumarmos nossas casas, tempo de arrumarmos nossos corações para que Deus tenha prazer em habitar. Como vamos impactar uma pessoa se nós mesmos não estamos querendo impactar ninguém? Eu li uma vez e guardei essa palavra no meu coração que dizia: “Muitos querem a unção mais poucos querem transformação de caráter” e eu passei a viver essa palavra, Deus estava cobrando de mim algo que eu não estava dando para ELE que era toda a minha dedicação, eu me dedicava, mais Deus quer sempre mais de nós e ELE me levou a um grau de intimidade e santidade muito elevado. Mais para isso acontecer eu tive que pagar preço nas orações, nos jejuns, nos quebrantamentos, nas minhas humilhações e nas relações com o mundo. Para impactar uma geração é preciso pagar o preço, e quanto mais você paga mais você recebe de Deus. Deus está nos chamando para ter um relacionamento sincero com ELE, Deus quer te dar coisas que você ministro de dança, louvor, teatro e outros nunca viu na sua vida, coisas que você nunca ouviu falar.
Deus nos chama para fazer uma revolução na nosso sociedade, Deus nos chama para marcar uma geração, Josué marcou a sua geração e continua marcando até hoje, e Deus quer fazer isso conosco também, basta você dar ouvidos ao chamado de Deus e pagar o preço que é grande.

Saiba que se a tua dança não tem unção, você está perdendo seu tempo, é melhor

Antes de você impactar uma geração você precisa ser impactado pela Glória de Deus. Deixe o fogo de Deus descer sobre ti, deixe a Glória de Deus te marcar, te consumir.


Leonardo Ribeiro

18 de out de 2010

Expressão Ágape - Imagens





A DANÇA, A GANGORRA E O LOUVOR

Graça e Paz Amados Levitas da Dança,

De que é constituída uma igreja, já parou para pensar? Respondendo a essas perguntas podemos começar dizendo que a igreja é constituída por pessoas que creem em um único Deus, essas pessoas constituem pequenos grupos e esses grupos integram ministérios/equipes e dai temos uma igreja. A raça humana é diversificada, ou seja, ninguém vai querer fazer sempre as mesmas coisas, por isso temos ministérios variados. Hoje eu queria falar sobre o ministério de Louvor e a Dança, que muitas pessoas pensam ser ministérios totalmente distintos, e realmente são, porém quando há uma homogenização das equipes podemos adiquirir resultados bem mais satisfatórios do que se fosse cada um por si e Deus por todos. Dança e Louvor caminham juntos, lado a lado.

A dança durante o louvor

A música e a dança estão ligadas desde os tempos bíblicos, a dança é uma expressão que não necessita de música para transmitir uma mensagem, porém a música e a melodia tornam os movimentos muito mais gostosos de se ver e ouvir. A dança é um reflexo de nossas vidas, se estamos bem dançamos bem, se estamos mal, podemos até dançar bem, mas, o homem interior denuncia seu real estado emocional e isso reflete no lado espiritual da dança.
Você já deve ter perguntado ou respondido a seguinte pergunta: NA SUA IGREJA VOCÊS DANÇAM NA HORA DO LOUVOR? Mais o que é dançar na hora do louvor? As bailarinas da televisão dançam durante as apresentações artísticas. Seria a mesma coisa? O que muitos falam erroneamente que é a dança espontânea, mais não é.

A dança durante o louvor não é uma expressão espontânea do Espírito, visto que já temos movimentos pré programados e sequências ensaiadas memorizadas, o que acontece é um mover através dos movimentos que é expresso pelos corpos santos que exultam ao Senhor, uma resposta à presença de Deus por nossa adoração.
Exemplificando o que acabei de falar: a dança durante o louvor é como liberar uma palavra profética para o irmão que está do meu lado, o Espírito não precisa me impulsionar a falar, a minha mente e a minha fé determinam o que vou dizer e através desta mesma fé as coisas acontecem. Há relatos na bíblia sobre isso em 2 Reis 4 14-17, Geazi num momento de gratidão para com a Sunamita profetizou que ela conceberia um filho. E isso aconteceu! Diferentemente da profecia, quando nos tornamos a boca de Deus e não controlamos as palavras pois é o próprio Deus nos usando. Isso não significa que perdemos o controle dos nossos movimentos e começamos a fazer estripulias "SEM NOÇÃO E SENTIDO ALGUM" existe um propósito no que Deus faz.

...conforme a palavra do SENHOR, que falara pelo ministério de Elias. 1Rs 17.16

Durante o louvor nos tornamos instrumentos do agir de Deus, e é nessa hora que somos usados para operar milagres. Durante o louvor, o ministro de louvor precisa saber que ele tem um instrumentos nas mãos (os ministros de dança) e ele precisa comandar e coordenar tudo isso através do Espírito Santo. O que vemos muitos por ai e aqui em nossa igreja já foi assim, é que o ministros de louvor está em uma ministração de cura e o ministério de dança ministrando a unção da alegria. Não seria mais proveitoso se sentasse dança e louvor para juntos louvarmos e dançarmos com um só propósito? O ministério de Louvor e Dança precisam estar em plena sintonia entre si e com o Espírito Santo.
O individualismos atrapalha muito a vida dos levitas, e quando falo levita me refiro a todos. Tirando as limitações do dia-a-dia tais como: horário, estudos, trabalho, as vezes ficamos impossibilitados de reunir todo mundo para ensaiar, bom seria se isso acontecesse, mais infelizmente as coisas ainda estão paradas nesse sentido. Existem um elo rompido entre louvor e dança e ele precisa ser restaurado, não estou falando do elo da menina que dança e namora o guitarrista, ou o filho do ministro de louvor que integra a dança, não são elos de relacionamento amoroso ou sanguíneo, são elos espirituais, é você olhar e o Espírito testificar o ato profético. É UNIDADE! O descrédito e a empatia entre alguns levitas é perceptível e isso afeta diretamente a equipe e a igreja.

E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades. Efésios 2.16

E onde entra a gangorra nessa história?

Primeiramente, o brinquedo nada tem haver, porém o efeito a qual me refiro é semelhante a uma gangorra, e o inimigo tem lutado para deixar as coisas piores a cada dia. Um dia o ministério de louvor está bom, os louvores perfeitos, e o mover de Deus toma toda a igreja, enquanto que o ministério de dança passa por várias crises, de falta de liderança, desânimo, perda de integrantes e por ai vai. No outro dia o ministério de dança está reerguido e estão conquistando no sobrenatural, enquanto que o ministério de louvor, está na crise porque um quer tocar mais que o outro, por falta de comprometimentos nos horários, falta de oração, e assim segue.

Isso pode não acontecer em sua igreja, pois ela é Perfeita, mais em muitas outras igrejas isso é verídico, só você conviver para descobrir. Quer conhecer um ministério, conviva com ele. Tenho a ligeira impressão de que quando não conhecemos a vida das pessoas a primeira vista elas parecem ser perfeitas, e isso é o que muitas vezes limita a nossa adoração, não acreditar na mudança de indivíduos que participam de nossas equipes. Aquele baterista que ficava com todas as garotas da igreja, ou aquela ministra de dança que dava um péssimo testemunho, isso muitas vezes atrapalha a nossa adoração. Esquecemos DELE para reparar no passado das pessoas e questionar o motivo de serem chamados de levitas. E assim vamos sendo enganados pelo inimigo, entre os altos e baixos da gangorra e de uma equipe desaliançada.

Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos vós. Efésios 4.6

O título fala específicamente de louvor e dança, mas, isso não acontece somente conosco, é com as artes de um modo geral. Podemos solucionar esses problemas e avançar para o alvo. JESUS! Se um cair o outro ajuda, pois é desta forma que as equipes trabalham. Encontros de ministérios (louvor, dança, teatro, sonorização, iluminação) todos os ministérios que trabalhavam no altar e fomos levados a entender que o altar é lugar de unidade e comunhão com Deus e com nossos irmãos, entendemos também que não existe o "eu" e sim o "nós". Muitas vezes não podemos estar ensaiando juntos mais escolhemos um dia para orar e todos comparecem, as músicas dos cultos são repassadas para a equipe de dança para que possamos nos preparar com o figurino adequado e no propósito correto. Existem ensaios específicos para os cultos todos os dias em que ministramos, nada é feito ao vento, tudo é pensado e nos colocamos na dependência de Deus para ELE realizar as mudanças que ele bem quer.

Talvez, até o presente momento você nem tinha parado pra pensar nessa triste possibilidade, e agora se vê dentro dessa situação. Não se desespere. Busque direcionamento de Deus e aconselhamento pastoral, procure se achegar mais para aqueles que estão distantes de você e de sua equipe, se eles não entenderem o que você está fazendo, seja paciente e explique. Chame o responsável e ministre essa palavra ao coração dele, a UNIDADE dos ministérios.

E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um.
Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim. João 17.22-23

Espero ter lhe ajudado. Até a próxima postagem!

Graça e Paz!!!!

Leonardo Ribeiro