Nossos Vídeos

Loading...

Lider do Ministério de Dança - Evelin Estrada

28 de fev de 2010

A dança na Adoração - Evelin Estrada

Nestes últimos tempos temos visto o Senhor mover sua igreja para uma forma de louvor e adoração cada vez mais profunda, neste processo, a dança como ministração de louvor e adoração, guerra espiritual e expressão corporal de alegria , tem estado cada vez mais presentes.


É comum que o povo expresse os seus sentimentos atrav´s da arte, sendo a dança um grande instrumento de comunicação, esse movimento não é nenhuma novidade e sempre fez parte das comemorações cistãs.
"Antes de sermos bailarinos, músicos, cantores, somos vasos santos, ministros e sacerdotes. Logo temos a responsabilidade de sermos referencial da Glória de Deus".

Como a arte tem sido restaurada por Deus nas Igrejas, vale bem lembraar que nós também precisamos ser restauradas.

Os grupos de coreografias tem invadido a Igreja!!!!!! E daí? Qual o propósito desse trabalho? Qual é o seu significado na ADORAÇÃO?

Enfim:
A música , a dança, o canto...., fazem prte de uma linguagem onde cada um tem o seu significado: na música é a sonoridade da harmonia dos intrumentos, no canto as palavras, na dança é a imagem dos movimentos.
ATENÇÃO: " toda arte tem a mesma importância, mas só tem valor se salvar, curar, restaurar e edificar". E no caso da dança, a unção vem pelo movimento, não se tratando de um adorno para enfeitar o púlpito da igreja. A nossa dança tem que ser contagiante, onde que na hora das ministrações haja nossa influência, levando as pessoas a adorarem o Senhor

EXODO: 15:20. Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças.

A ministração pode ser feita de duas maneiras:
1º - Através da dança pré-estabelecida
2º - Através da dança espontânea

A Adoração pe uma atitude interior e não exterior. Se entendermos a dança como parte do louvor, poderemos usá-la com mais sabedoria para atravesssar o Santo dos Santos. Niguém é mais espiritual por usar uma ou outra linguagem, utilize tudo o que você tem para ser um daqueles Adoradores que o Pai procura, temos que viver em novidades de cântico, movimento e palavras, mas sempre conduzido pelo Espírito Santo.

Muitos nas Igrejas vêem isso como algo inusitado, diferente e moderno, mas a Bíblia está repleta de trechos que relacionam o louvor a adoração diretamente a expressão corporal.
SALMO 150:4 - Louvai-o com adufe e com danças; louvai-o com instrumentos de cordas e com flauta!

Esse é um motivo suficiente para cremmos que se nós rendermos ao Senhor, movimentando o nosso corpo em reação ao nosso desejo de louvar, o Senhor se agradará. A dança não é em si adoração, mas faz parte dela .

SALMO 103:1 - Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome

*DANÇAR POR JESUS, DIANTE DELE E PARA ELE. ESTE É O NOSSO PROPÓSITO*.

Fazer diferença no meio da Igerja, depende do quanto verdadeiramente buscamos o Senhor. Apenas o nosso talento por mais maravihoso que pareça, não é o suficiente para um culto em espírito e em verdade. Sem a unção do Espírito Santo de Deus sobre nós, qualquer ação para o culto é apenas gestos sem sentido e sem nenhum objetivo.
Nós não fazemos parte deste ministério somente para "ajudar" a Igreja, nós somos uma autoridade, um servo do Senhor, devemos viver como um tal, devemos nos preparar para essa obra, pois desta forma o Senhor vai ungir os nossos talentos para cumprimento das promessas em nossas vidas.

SALMO 149:3 - Louvem-lhe o nome com danças, cantem-lhe louvores com adufe e harpa
A dança tem uma importância muito grande nas regiões celestes, que geram movimentos e luz, que produzidos por corpos santos exaltam ao Senhor Jesus.
A dança estabelece ritmo corporal que altera a mente em todos os sentimentos, embalam a alma para o domínio do espírito, se no espírito do homem habita o Espírito Santo, coisas santas serão produzidas, mas se habita trevas, vai produzir coisas como: sensualidade, ego .... e outras coisas influênciadas pelo mundo.

Há uma unção direta da dança, na vida do que dança. A mente, coração e as emoções são conduzidos a presença do Senhor com graça e gozo somente experimentados por aqueles que dançam no Espírito. Muitos não compreende, mas o Senhor é exaltado, não somente pela dança coporal, mas a dança gerada por um corpo que contém um coração quebrantado em Adoração.

Esta dança gerada pelo Espírito de Deus, a começar em nosso espírito, redunta em louvor ao Todo Poderoso, esta dança podemos ter em nossos cultos, que agrada ao Senhor e alegra o nosso coração.

Nós devemos ministrar a Deus e não a homens, e não devemos nos preocupar com as aprovações e o agrado dos homens, no que diz respeito a nossa performance, temos que estar ligada no Trono de Deus, e somente adorá-lo e agradá-lo.

Quanto aos homens... bem, prepare-se..... algumas vezes haverá críticas, insatisfações, desagrados, julgamento e condenações. Mas nesse meio Deus estará SORRINDO PRA VOCÊ.

Efésios 6: 6,7 - Não servindo a vista como agradar aos homens, mas como servo de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus, servindo de boa vontade como ao Senhor e não como aos homens

ICorintíos 10:31 - Portanto, quer comais, quer bebais ou fazeis qualquer coisa, fazei tudo para a Glória de Deus.

Colossense 3:17 - E, quanto fizerdes por palavra ou por obras, fazei tudo em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.

Salmo 115:1 - Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao teu nome da Glória, por amor da tua begnidade e da tua verdade.

Quando alguém fica de fora, ou seja, não acompanha a Adoração, esta pessoa pode ser usada pelo inimigo para atrapalhar quem está adorando, com críticas e questionamento sem fundamento nenhum.
Dançar para Deus, é forma de gratidão, adoração. Quando estamos dançando, estamos dando ao Senhor uma adoração com tudo o que temos e com tudo o que somos, não importa onde dançamos, no quarto, na igreja, em um seminário, em um momento devocional. Se está dança é para o Senhor, e exclusivamente pra Ele, Ele estará recebendo.

Cad pessoa recebeu um talento específico para que pudesse Adorar a Deus: umas cantam, outros evangelizam, outros pregam, outros fazem teatro, então porque não DANÇAR?
As pessoas do mundo dançam para o diabo, dançam para alimentar a carne, por puro prazer.
Será que Deus merece menos que o diabo????????
CLARO QUE NÃO!!!!!!!!!!1

Pois nós servimos aquele que é maior que o diabo, então devemos dançar para adorá-lo.
É por isso que hoje em muitas Igrejas, noivas apaixonadas, dançam em louvor e adoração ao Senhor Jesus, é tempo da Igreja ultrapassar as barreiras da religiosidade e se expressar emadoração apaixonada ao Senhor.

- ADORAR É: meditação e celebração
- ADORAR É: render-se
- ADORAR É: servir
- ADORAR É: reverenciar
- ADORAR É: realizar serviço sacerdotal

OS EFEITOS DA ADORAÇÃO

- SEGURANÇA: A adoração fortalece a confiança íntima ( salmo 37:5 / proverbios 3:5,6)
- COMUNHÃO: A adoração no aproxima de Deus e das pessoas (I joão 1:3)
- VISÃO TRANSFORMADA: Quando vivemos na presença de Deus temos nossa visão do mundo mudada.
- EVANGELIZAÇÃO: Um culto digno do Senhor, faz crescer em nós o desejo de testemunhar de Jesus e anunciar as boas novas.

OBSTÁCULO À ADORAÇÃO

- ATITUDE INCOERENTE: espírito ferido, amargurado, incredulidade, ressentimento, vingança.. impedem uma adoração real.
- FALSO RITUALISMO E TRADICIONALISMO: Ato mecânico
- ROTINA: o culto pde virar uma rotina, tornado um obstáculo ao adorador, por isso o Adorador precisa estar disposto, a pensar, a mudar, a retitalizar.... sempre fazendo coisas novas.
- AMOR AS COISAS DO MUNDO: As vaidade humanas, os prazeres, pessoas, lugares, desejos e pensamentos, pois impedem a Adoraromos a Deus em espírito e em verdade.
-PECADO NÃO CONFESSADO: Após a confissão, que teremos livre acesso ao Trono da Graça.
- DESINTERESSE E A INGRATIDÃO: rádio, tv e jornais, cativam cada vez mais as nossas mentes, com isso mostram desinteresse pelos valores eternos, deixando pouco espaço para a Adoração, Louvor, Oração, Comunhão.
- PREGUIÇA E A NEGLIGÊNCIA: sono, o contágio por outros preguiçosos. A pessoa desmotivada deixa alguma coisa ocupar o lugar que pertence ao Espírito.
- REPRESSÃO SATÂNICA: o inimigo tenta desanimar e suprir todo o louvor dirigido a Deus.

09 ELEMENTOS DA ADORAÇÃO:

- PROVA: Deus prova o nosso amor para com Ele.
- OBEDIÊNCIA: Quando Deus nos chama, o "eis-me aqui" deve ser instantâneo.
- RELACIONAMENTO: Devemos gastar tempo com o Senhor.
- OFERTA: Devemos trazer ofertas a Deus, uma oferta de amor.
- PREPARAÇÃO: Devemos estar preparados, sempre....
- SEPARAÇÃO: Devemos nos separar das pessoas ou qualquer coisa que nos impedem de
adorar a Deus.
- DISPOSTA: Devemos estar disposta a sofrer, dar a vida pela causa de Cristo.
- CONFIANÇA: Devemos ter plena confiança em Deus , e nunca duvida Dele.
- AMIZADE: Temos que se amigo de Deus, ter tempo com Deus.
- ESTILO DE VIDA: Louvar, dançar, cantar..... a Deus em todas as situações.

Evelin Estrada
MINISTÉRIO DE DANÇA EXPRESSÃO ÁGAPE

24 de fev de 2010

As três formas de Adoração

Em qual forma estamos agindo?
Filipenses 2.5-12 (Leiam) antes para entender a mensagem..

Paulo estava na prisão quando inseriu este hino dentro de sua carta que escrevia para povo Filipense.A igreja de Filipos foi a primeira igreja Européia fundada por Paulo e Timóteo.Foi uma igreja que Paulo tinha intimidade, relacionamento, pois teve início como congregação, na casa de Lídia. Essa igreja era fiel a Paulo mesmo na ausência dele. Por isso eles mandaram uma oferta a Paulo na prisão e agora em agradecimento àquela igreja Paulo escreve uma carta que tem quatro capítulos e está no livro de Filipenses. Dentro do segundo capítulo Paulo insere o hino que não se sabe por certo, se foi ele ou outra pessoa criou.
Neste hino Paulo está falando da humilhação/humildade e exaltação de Cristo. Ele está chamando à atenção dos Filipenses para que haja o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, que sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus.Gostaria de chamar a nossa atenção para as muitas vezes que tomamos a forma de Deus.Tomamos a forma de Deus em primeiro lugar quando nos achamos suficiente para ir em frente com nossos planos, mesmo que Deus já tenha dito claramente para esperarmos. Quando agimos assim, estamos dizendo a Deus que Ele não é suficiente para cumprir sua palavra. Por causa da nossa falta de paciência, ou por medo de que nada vai acontecer, nós tomamos a forma de Deus e agimos em seu lugar.A falta de paciência de esperar em Deus, está conectada com a falta de fé, e a falta de fé está conectada com o medo do futuro que automaticamente nos faz agir na forma de Deus. A mesma coisa acontece nas artes, dança, teatro, etc… Não queremos nos aprofundar na verdade de Deus, muitas vezes, queremos somente dançar ou produzir. Nós que criamos, corremos todos os dias o perigo de ser ” Um deusinho(a)”, quando passamos a ser diretores de teatro, coreógrafos, dançarinos de Deus. Quando o corpo cria juntamente com a mente e principalmente se tenho o talento de criar, vou fazendo as coisas e muitas vezes desenfreadamente no lugar de Deus.Isso é apenas um exemplo de como podemos querer ter a forma de Deus. Então Paulo está dizendo a nós hoje também, cuidado para você não tomar a forma de Deus, nem Cristo que era o próprio Deus teve essa pretensão.E Paulo continua no versículo sete dizendo que Cristo aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens.Jesus tomou sua primeira forma para mostrar que ele fazia a vontade do pai, primeiro tomou a forma de servo e depois de homem. Isso quer dizer que Jesus se colocou na posição de saber que tinha limite, que tinha o livre arbítrio para escolher em como ele iria agir, mas principalmente que era igual aos seres humanos, embora ele nunca tenha pecado, ele se colocou na posição de ser humano.Gostaria de chamar sua atenção que, antes de Jesus se fazer semelhante a homens (ser humano), ele se colocou na forma de servo. Ele sofreu a humilhação de deixar seu reinado, sua posição de Rei maior para ser servo.Uma coisa que me chamou atenção nesta passagem foi essa metamorfose de mudanças de formas . Paulo não quis dizer que Jesus não era mais divino, a palavra nada, “nothing” em inglês e “Keno” em Grego se refere a vazio, se refere quase que despejando-se como uma água que despeja para fora. Ou seja, Jesus se despejou do direito de ser Deus. Mas Jesus era ao mesmo tempo divino e servo, porem ele não usou desse direito.E nós hoje? Será que temos condições de deixar os nossos “reinadinhos”?Construímos nossos reinados e muitas vezes achamos que é para Deus. Esse reinado pode ser meu talento, minha vestimenta, minha sabedoria, meu ministério, minha agenda. E saímos por aí dizendo que estamos servindo, mas é só uma pessoa tocar em nosso “reinadinho ” que viramos ” ferinhas”.Chamo a atenção dos ministros e lideres de hoje que estão criando reinadinhos e principezinhos, chamo também nossa atenção para os reinados que estamos criando dentro de nós, por causa de cargo ou atenção que temos dentro da igreja.Recebo muitos e-mails me pedindo ajuda sobre como lidar com “reizinhos” que foram criados pelos próprios pastores que passaram a mão na cabeça de pessoas que erraram. Vamos pensar em nossos pequenos reinados que lutamos para não deixar, nossa forma que criamos na nossa mente, que pensamos que somos, só porque pessoas nos fizeram assim.Transferindo para a dança e teatro e outras artes vamos pensar em qual reinado estamos entrando, em qual forma estamos entrando. Isso é para Deus mesmo? ou para mostrar aos outros que podemos? É para Deus mesmo? ou para competir só porque outro ministério está fazendo?Me perdoem por chamar a sua atenção hoje, mas estou cansada de ver nossas igrejas sofrendo por desejarem ser exaltadas antes de tomar a forma de servos.Jesus era maior, tinha todo um reinado, era o próprio Deus e em seu movimento ele sofreu uma metamorfose de sair da forma de Deus e passar pela forma de servo, depois para a forma de homem, em seguida, no versículo oito, Paulo diz que depois de se achar em forma de homem humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte e morte de cruz.Vamos nos humilhar amados. Não se preocupe se você vê algumas pessoas que fizeram coisas erradas subirem na vida. O diabo também faz subir, principalmente quando ele sabe que a pessoa é ambiciosa, um crente, mas não um discipulo.
Jesus na última parte dessa metamorfose se tornou nada.Você já pensou tudo isso nas artes?Esse é o movimento que vamos fazer este ano no seminário 1. Vamos experimentar no movimento essa metamorfose espiritual.Mas mesmo que você não faça meu seminário, pense neste momento:O que seria isso? O que foi Jesus largar sua forma divina e se transformar em nada.Acorda igreja!!!!!!!!Quando vamos deixar pelo menos nossos reinadinhos e parar de nos iludir com “profetadas” de pessoas que se dizem do Espírito Santo e soprou algo na igreja ou em nossos ouvidos e aí nossa forma se enche de nós mesmos.Jesus não prometeu nada disso. O evangelho de Jesus Cristo é um evangelho de humilhação, de entrega, de viver debaixo da obediência de Deus. Esse movimento se esvazia para deixar o Espírito Santo agir de verdade. É um movimento de cruz.A dança na igreja precisa ser separada dessas danças do mundo, precisa tomar a forma de Jesus, precisa deixar os reinados.Quando Davi dançou com todo seu ser, ele tinha vestes lindas, mas lembrem-se que ele rasgou-se diante de Deus. Davi era um adorador de verdade que pecava, mas se arrependia de verdade.
Quando fala que Jesus se humilhou a palavra em Grego é “Tapeinoo” que dá a sensação de se baixar o mais baixo possível. Ou seja, Jesus não podia se humilhar mais do que fez. Ele fez o máximo.Mas no verso nove fala que Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome.Aqui está a chave da vitória de nós cristãos. Só Deus pode nos exaltar, mas Deus vai fazer isso quando ele ver um coração puro. Não se engane meu irmão minha irmã. As vezes estamos pensando que estamos indo no caminho certo só porque as coisas estão dando certo, mas o diabo também faz a gente ir ás altura, lembra que ele queria dar tudo a Jesus se Jesus se humilhasse diante dele, e o único modo que Jesus se livrou dele foi pela obediência, mas Jesus também negou o pão humano, jejuou para se livrar do inimigo. Às vezes Deus nos faz passar por uma decepção grande com pessoas, as vezes elas são duras conosco e, em vez de obedecermos nós pulamos para outros ministérios, então o inimigo vê e começa a trabalhar nas nossas mentes e ministérios também e nos fazendo subir, porque ele conhece a nossa ambição. Uma coisa que você pode ter certeza que está agindo errado é se você errou com seu líder ou lideres na sua vida e nunca pediu perdão nem reconheceu o erro e pulou para outro ministério e continua normal como se nada tivesse acontecido, e até toma ceia na igreja, pode ter certeza que você está indo na direção errada, porque a bíblia diz que se você errou com seu irmão e tiver que dar sua oferta ou tomar a ceia, primeiro acerta com seu irmão.Pense nisso: Que mesmo sendo Deus, Jesus tomou a forma de Servo, para depois tomar a forma de homem para depois tomar a forma de nada para então Deus o exaltar.

Deus abençoe a todos.
ShalomMissionaria
Ceceu Kingshill

23 de fev de 2010

ENTREGANDO A DEUS O EXCELENTE


A Bíblia nos diz para sermos cuidadosos ao entregar uma oferta ao Senhor. Maldito o homem que faz a obra relaxadamente (Jeremias 48.10). Deus é merecedor do nosso melhor. Não é mesmo?
Ser excelente é estado de ser bom no mais alto grau. É buscar qualificação naquilo que se faz. Isto implica em investimento e esforço. Estamos inseridos no monte das Artes e a opinião comum diz que para se fazer uma arte que tenha como resultado uma obra de qualidade, é necessário a especialização do artista. Deus com todo seu poder criativo soprou dentro de nós a criatividade e a excelência que existe nEle. ( Gênesis 2:7: Então formou Deus o homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente). Toda a nossa capacidade de criar vem da criatividade que Ele transferiu a nós. Vale ressaltar que a criatividade vem de Deus mas a qualidade da obra depende de nós.

Arte é tudo o que fazemos com excelência. No nosso contexto, devemos analisar principalmente o aspecto espiritual, pois Deus não tem procurado artistas simplesmente, Ele tem procurado adoradores que usam a arte como um instrumento de adoração a Ele e para salvação dos perdidos. Sendo assim, devemos viver uma vida de santidade, buscando constantemente o arrependimento e uma vida saudável com o Pai.

O monte das Artes se refere a tudo o que expressa criatividade e beleza de Deus. Qualquer atitude de criatividade deve-se, primeiramente, ouvir a voz de Deus. Isso é necessário para que a nossa criatividade na adoração não seja comum. Uma busca por Deus diária e a fuga do pecado, nos aproxima mais do Senhor e isso nos faz sensíveis à voz dEle. Existe um propósito por sermos criados à imagem e semelhança de Deus. Uma luva é feita à imagem e semelhança da mão para conter a mão. Assim, também devemos conter Deus e O expressarmos, adorando e executando com excelência aquilo que Ele nos deu.
Uma criança ao nascer é colocada no colo da mãe e logo cessa o seu choro. Isto acontece porque a criança escuta as batidas do coração da mãe. A mesma batida que escutava quando estava dentro do útero. Então ela se sente segura. Deus quer que façamos como essa criança. Descanse no colo dEle e escute as batidas do coração do Pai. Isso te trará refrigério e te fará entender qual o desejo do coração de Deus. O coração de Dele tem pulsado por vidas!
Em Filipenses 2:5 diz: Tende em vós o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus. Neste versículo Paulo nos orienta a assumirmos o papel de servos, que amam e obedecem. Como artistas cristãos, devemos nos preocupar com aqueles que não conhecem Deus, obedecendo ao Senhor quando Ele nos diz para ir e pregar o Evangelho. A especialização se tona uma estatégia de salvação. Uma coreografia, uma peça de teatro, uma música, com certeza irá transmitir uma mensssagem, pois a arte é uma linguagem. Mas devemos buscar excelência em nossas manifestações artíticas, pois só será considerada algo de qualidade ser estiver tecnicamente correta e a mensagem será mais clara.
Em uma empresa, por exemplo, a qualidade é um termo geralmente empregado para significar excelência de um produto ou serviço. Do ponto de vista do cliente, a qualidade está associada ao valor e à utilidade reconhecida ao produto, estando, em alguns casos, ligada ao preço. Ao meditarmos no sacrifício de Jesus, podemos contemplar a excelência desse ato! Alguém de muito valor pagou um alto preço por mim e por você! Jesus fez tudo aquilo por querer estar perto de nós por toda eternidade. Deus entregou o que Ele tinha de mais precioso porque nos ama! Ele fez algo extravagantemente excelente!
Em êxodo 35: 30 Deus chama a Bezael e a Aoliabe para fazerem a obra do serviço do santuário e diz no versículo 31 que o Espírito de Deus encheu a Bezael de habilidade, inteligência e conhecimento de todo artifício. Isto é o que precisamos ter ao desenvolver um trabalho. Habilidade, inteligência e conhecimento daquilo que estamos fazendo. Salomão nos diz para buscarmos habilidade. Provérbios 1:5:

“Ouça o sábio e cresça em prudência; e o instruído adquira habilidade”.
Diante disso não podemos nos esquecer que tudo o que fazemos vem de Deus e é para a glória Dele. Somos como vasos de barro contendo um grande tesouro: o que tem mais valor está dentro de nós. O barro é frágil, e nem é tão bonito assim, mas o tesouro contido no vaso é que o faz ter muito valor.
O maior espetáculo não recebe aplausos e nem elogios. É assistido por um único espectador que espera de nós um espírito contrito e um coração quebrantado. Esse Ele nunca desprezará.
“Temos porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência o poder seja de Deus e não de nós. ”(II Coríntios 4:7)

Renata Pales

22 de fev de 2010

Levita: servir ou ser servido?

Ser servo não é algo que se aprende, pode-se até aperfeiçoá-lo na caminhada, mas a verdade é que se nasce servo.

Pr. Erick Coelho

No ano de 1993, iniciei minha caminhada ao lado de Cristo e desde o primeiro ano de minha vida cristã senti uma forte inclinação para o serviço da casa do Senhor. Posso dizer, com certeza, que sempre gostei de trabalhar; sempre amei estar ao serviço de algo ou alguém. Desde menino não me lembro de uma tarefa que meus pais ou superiores tenham me passado que não tivesse prontamente realizado com prazer. E, olha que não era pelo simples fato de apenas mostrar a tarefa feita, mas principalmente o prazer de poder ter tido a honra de ser o escolhido para executá-la.

Tanto no convívio cristão como no convívio secular tenho tido oportunidade de conhecer diversos tipos de pessoas e é nítida a diferença entre quem serve, por servir, e quem serve com prazer e alegria. Pessoas que não servem apenas por um salário ou por uma recompensa qualquer, mas servem pelo simples e maravilhoso prazer de servir, de se sentir útil. Isso independe de ser ou não cristão, pois se existe um tipo distinto e especial de pessoas que nasceram com um maravilhoso dom, são aquelas que se dedicam ao serviço.

Quando o Senhor me chamou para segui-lo comecei a notar e muito me chamou atenção uma família em especial na Bíblia: a dos filhos de Levi. Esse homem, o terceiro filho de Jacó e Lia, ao nascer fez sua mãe sentir uma enorme felicidade no coração e a certeza de maior união com o Senhor, daí ter escolhido o nome Levi, que em hebraico significa “unido”. Talvez seja por esse motivo que essa família tenha o reconhecimento de “verdadeiros adoradores”, por serem unidos entre si e, principalmente ao Senhor. Na verdade eu não sabia muito bem o motivo pelos quais os filhos de Levi haviam sido escolhidos para o serviço até entender que eles, assim como eu, tinham algo em comum: o prazer em servir.
Ultimamente muito se tem falado sobre o ministério levítico. Muito destaque se tem dado ao assunto, onde os temas músicos e bailarinos têm se destacado. Porém, temos visto muitas confusões, erros e até algumas heresias a cerca desse grupo de pessoas que compõe a família de Levi, os levitas.

O que Deus me leva a entender com a história da casa de Jacó é que ninguém se torna um levita por um ‘batismo’ ou por imposição de mãos. Pode-se até se confirmar o ministério levítico com a imposição de mãos ou pela transferência de unção, mas não nos tornamos levitas, nascemos levitas.

A parte que nos cabe
Passei anos, mesmo sempre envolvido com o serviço na casa do Senhor, temendo ser chamado de levita, pois entendo que minha descendência judaica é muito fraca para eu me arriscar numa genealogia e daí ser chamado da família de Levi. Contudo, em Isaias 66:21 o próprio Deus diz: Também deles (os gentios) tomarei a alguns para sacerdotes e para levitas, diz o Senhor. Quando Ele diz isso está se referindo aos povos gentios que Ele arrebanharia.

Ser servo não é algo que se aprende, até se aperfeiçoa na caminhada, mas se nasce servo. O servo não serve esperando recompensa, serve pelo prazer de agradar o seu Senhor. O servo não serve esperando reconhecimento, serve pelo prazer de agradar a seu Senhor.

Tenho conhecido muitos levitas insatisfeitos, pois não são ‘reconhecidos nem valorizados’. Na nossa humanidade esperamos em vão o reconhecimento humano, precisamos lembrar que foi o próprio Deus quem disse ‘na sua terra herança nenhuma terás, e no meio deles nenhuma porção terás; EU SOU a tua porção e a tua herança entre os filhos de Israel’.

Deus não nos deu uma porção terrena, Ele nos deu a maior de todas as porções, porque Ele não nos deu uma porção efêmera e terrena, Ele nos deu uma porção eterna e celestial. Também não podemos ignorar o fato de que muitos pastores, igrejas e ministérios se esquecem que o mesmo Deus também ordenou que os levitas comeriam e participariam das ofertas do altar juntamente com os sacerdotes (Nm 18:2ss, Dt 18:1-4, Dt 14:29) e que tal ordenança quase sempre não é sequer conhecida, que dirá obedecida. Tanto em tempos bíblicos como hoje em dia, honrar é não desamparar (Dt 12:19), abençoar e até mesmo sustentar os levitas é uma ordem às comunidades que os abriga além de ser uma excelente oportunidade de semear em terreno fértil (Lucas 10: 7; Nm 18:24, 30, 31:30, 35:2; Dt 14:27-29).

Em busca do reconhecimento perdido

Mesmo sabendo que sua porção não é terrena, muitos levitas ainda esperam recompensa e reconhecimento humano. Constantemente tenho visto e sabido de levitas que estão desanimados e até mesmo alguns que foram abatidos porque na vã esperança de receber do homem algo que os supra.

Não adianta, foi Deus quem disse que a nossa provisão viria dEle. Somos tendenciosos em pensar que existam dois mundos distintos, duas vidas dissociadas: uma vida devocional, consagrada, separada, santa e intocável e outra a vida secular desregrada, comum, incrédula e indiferente. Essa vida não existe para nenhum cristão, principalmente para os levitas que são separados para o serviço no templo, no altar, na adoração.

Quando nosso patrão, no trabalho secular nos atrasa o salário, nós simplesmente chegamos com ele e dizemos: seu ‘fulano’ cadê meu pagamento? Mas quando nossa recompensa é pelo serviço na casa do Senhor o que geralmente se pensa é: a culpa é do pastor que não me reconhece. Ou o pastor se preocupa mais com os irmãos ricos do que comigo; ele está mais interessado na pintura da igreja, na mudança dos bancos ou ainda em trocar de carro. E, por último alguns ainda se questionam: eu faço o que faço e nem muito obrigado eu recebo, pois apenas sou lembrado quando falto.

Deus, o melhor patrão

Muitos têm buscado em vão elogios e reconhecimento humano. Quem tem mais para te dar: Deus ou os homens? Quem é mais fiel: Deus ou homens? Quem é melhor patrão: Deus ou homens? Não adianta, os levitas têm o caráter insaciável, e sabem por que? Porque fomos programados, desde o ventre, para receber diretamente do altar de Deus (diretamente de suas mãos).

Nada que homens nos façam, por maior e mais significativo que seja, não poderá nos saciar, qualquer salário que os homens possam ter intenção de nos pagar por mais alto que seja sempre será infinitamente inferior ao que Deus quer nos pagar. Por essa razão homens podem te pagar quantias incontáveis e ainda será pouco diante do que Deus tem para te dar, e você ainda se sentirá insatisfeito e incompleto sem ter a recompensa que vem de Deus.
Temos é que orar e esperar a recompensa do Senhor. Aí você pergunta: e minhas necessidades, meus desejos, meus sonhos e a minha família para ser sustentada? E eu te respondo: por algum acaso Deus não conhece tuas necessidades? E ainda te pergunto: de onde Deus falou que vem o suprimento para suas necessidades? DEle ou de homens? Qual o seu maior desejo: realizar a sua própria vontade ou o desejo de Deus? Que sonhos você tem sonhado: os seus ou os dEle?

A bênção mora ao lado

As respostas a todos esses questionamentos estão na própria boca de Deus: ‘fui moço, e agora sou velho; mas nunca vi desamparado o justo, nem a sua descendência a mendigar o pão’ (Sl 37: 25) e Deus também diz: ‘Não andeis ansiosos por coisa alguma; antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus pela oração e súplica com ações de graças; e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus’ (Fl 4:6 e 7). Em resumo: Você está precisando de sustento? Peça de Deus em oração e O adore, use essa linda conexão que possuímos que é a adoração para apresentar a Ele as suas súplicas, anseios e necessidades. Submeta a Ele os seus sonhos e desejos.

Chega de procurar em seres limitados (homem) o nosso sustento. Chega de muitas vezes ter que se contaminar com o mundo para conseguir migalhas. Nosso ‘Patrão’ é o Dono do ouro e da prata (Ag 2: 8). Vamos buscar nEle o nosso salário, pois foi Ele mesmo quem disse que ‘digno é o trabalhador de seu salário’ (Lc 10: 7). Ora se Ele é quem dignifica o trabalhador pelo salário, você acha mesmo que Ele não vai cumprir esse princípio com você?

Arrependa-se de todas as vezes que você murmurou e que aceitou migalhas pensando que essa era sua recompensa. Reflita sobre todas as vezes que até blasfemou por causa de sua recompensa e de que de agora em diante vai preferir o eterno ao invés do efêmero; o divino no lugar do humano; ao infinito do que o limitado. Entre no gozo teu Senhor!

Deus vos abençoe com toda a sorte de provisão.

FONTE: http://www.harpaetamborim.com/est08.htm

21 de fev de 2010

Porque dançar?



Há alguns dias um repórter de um jornal local me ligou e me fez algumas perguntas, uma delas foi “o que é dança profética?”
Respondi que assim como nossa boca se comunica através de palavras nosso corpo também se comunica através movimentos e gestos, alias pra quem não sabe estudos comprovam que mais de 80% da nossa comunicação é corporal e gestual, então assim como com nossa boca falamos, também com nosso corpo falamos, e como nossa existência deve ser para adorar ao que vive e reina para sempre, então que tudo o que somos e tudo o que temos adore ao nosso amado Senhor e Salvador Jesus.
E se até hoje você não tinha motivos ou respaldo bíblico adorá-LO com sua dança então aí vão alguns:

Para celebrar vitória, “Quando os soldados estavam voltando para casa depois de Davi ter matado Golias, as mulheres de todas as cidades de Israel saíram para encontrar o rei Saul. Elas cantavam canções alegres, dançavam e tocavam pandeiro e lira.” 1Sm 18.6.
Como o povo de Israel todos os dias temos sido desafiados por gigantes interiores e exteriores e muitas vezes clamamos ao Todo-Poderoso por misericórdia e por auxílio, que tal usarmos nossa dança como arma de louvor e profeticamente dançarmos por nossas vitórias? Dançar celebrando verdadeiramente e profeticamente pelas inúmeras vitórias que Ele tem nos dado e ainda dará.

Para adorar, “A profetisa Míriam, que era irmã de Arão, pegou um pandeiro, e todas as mulheres a acompanharam, tocando pandeiro e dançando.” Êx 15.20.
Adorar com tudo o que somos e tudo o que temos, com nosso corpo, alma e espírito.
Para festejar, “- Enquanto isso, o filho mais velho estava no campo. Quando ele voltou e chegou perto da casa, ouviu a música e o barulho da dança.” Lc 15.25.
Festejar porque estávamos perdidos e Ele nos encontrou, porque estávamos mortos e Ele nos ressuscitou, porque estávamos enfermos e Ele nos curou, porque estávamos presos e Ele nos libertou, porque estávamos desgarrados e Ele nos arrebanhou para o seu maravilhoso rebanho.
Para louvar, “Davi, vestindo um manto sacerdotal de linho, dançou com todo o entusiasmo em louvor a Deus, o Senhor. E assim ele e todos os israelitas levaram a arca da aliança para Jerusalém, com gritos de alegria e sons de trombetas. Quando a arca estava entrando na cidade, Mical, filha de Saul, olhou pela janela, viu o rei Davi pulando e dançando em louvor ao Senhor. Então sentiu por ele um profundo desprezo.” 2 Sm 6.14-16.
Que tal sair da posição de mero expectador e fazer parte desse exército que adora a Deus com todas as suas forças não importando as circunstâncias, sair das janelas e cair na folia no meio do povo de Deus, que tal adorar ainda “que” e apesar “de”? Adorar pelo maravilhoso dom que Deus nos deu através de Jesus, a vida eterna!

Deus o abençoe

Pr Erick e Lili

Fonte: http://www.harpaetamborim.com/est01.htm

17 de fev de 2010

VERDADEIROS ADORADORES

A Bíblia é bastante clara quando diz que o Senhor reparte talentos para fins específicos. Deus olha a necessidade dos homens, olha os homens que tem disponíveis para serem seus vasos, e em seguida distribui seus talentos para serem usados na sua obra.

Nada é por acaso. Tudo o que vem de Deus tem um propósito específico. A uns Deus deu o talento para evangelizar. A outros, o talento para pregar ou ensinar. A mim e a tantos outros Deus repartiu o talento para a música, para compor, fazer arranjos, tocar etc.

Veja como o ajuntamento dos talentos repartidos completa o que é necessário para um bom culto, incluindo o louvor: .Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. (1Co 14.26).

Paulo menciona o louvor quando diz .tem salmo.. Na verdade é um cântico. Essa idéia fica ainda mais clara em Efésios 5.19, que diz: .Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração. (grifo meu).

Em segundo lugar, eu tinha a ferramenta, que era o meu instrumento. Sempre que Deus chama alguém para realizar uma obra, ele também provê os recursos necessários. Uma das passagens curiosas sobre isso é quando Deus chamou Moisés na sarça ardente, e disse-lhe para que fosse até os hebreus chamá-los para a saída (o Êxodo) do Egito. Prontamente Moisés parece querer se desfazer daquela responsabilidade, e alega sua falta de capacidade para falar, choraminga dizendo que não levava jeito para aquilo, enfim, tenta mostrar-se desprevenido.

Deus, então, pergunta a Moisés o que ele tinha na mão. Era um pedaço de pau, na verdade, o cajado que ele usava para pascentar o seu rebanho. Por meio daquele cajado Deus começou a realizar milagres, ali na frente de Moisés. Aqueles milagres seriam a prova de que Deus apareceu a Moisés, e o próprio cajado seria o instrumento para se realizar os milagres (Êx 4.1-14).

Em terceiro lugar, eu tinha o convite para tocar. O fato de o pastor, que é o anjo da igreja, me convidar, era uma credencial para colocar meu talento em prática. Há uma infinidade de excelentes músicos fora da igreja. E se são bons, por que não tocam louvores a Deus? É porque lhes faltam as credenciais divinas. Também há um grande número de pessoas na igreja que tocam bem, ou até mesmo pregam bem. E por que não usam isso na obra de Deus? É porque lhes faltam credenciais para isso.

É importante destacar que o louvor irá fluir bem quando houver pelo menos essas três ferramentas: o talento, a ferramenta ou os recursos, e a oportunidade. De nada adianta ter a oportunidade sem o talento; nada farei com o instrumento se não tiver o talento nem a oportunidade; também serei infrutífero se tiver o talento, mas ainda faltar o momento certo para ter a ferramenta e a oportunidade. ......


TRECHO EXTRÁIDO DO LIVRO:

VERDADEIROS ADORADORES de André Paganelli

13 de fev de 2010

Adorador sem face - Por Jorge Russo

"Ora, pois trazei-me um tangedor. Quando o tangedor tocava, veio o poder de Deus sobre Eliseu". 2 Reis 3:15


Na linguagem de hoje: "Agora, me tragam um musico, e quando o musico tocava a harpa veio o poder do Eterno sobre Eliseu".


Aqui temos o histórico de um músico desconhecido.


Ele só aparece nesse versículo, e nem sequer aparece o nome dele, nem quantos cds já gravou, nem se tocou com fulano ou beltrano, nem de qual igreja ele faz parte. Mas o texto mostra que enquanto ele tocava seu instrumento, veio a presença de Deus sobre o profeta, que predisse a vitória de Israel sobre os moabitas, um fato histórico muito importante, mas o profeta sabia da importância de ter um tangedor naquele momento, ele poderia ter chamado um dos famosos, mas foi chamado aquele que ninguém conhecia, mas que quando tocava, Deus não resistia, e comparecia para estar com ele. Hoje vemos gente se promovendo, que já gravou tantos cds, que tocou com "O famoso", que ministrou com "O ungido", que foi guitarrista de "O cara", ou que ministrou diante de milhares de pessoas. Mas tenho certeza que Deus não fica nem um pouco impressionado com a nossa fama diante dos homens.


Eu imagino que aquele tangedor (cujo nome não conheço, nem está registrado), devia estar acostumado com o fato de que quando ele tangia seu instrumento Deus vinha ao seu encontro, imagino também que a casa deste tangedor devia ser constantemente inundada com a presença do Senhor.

Hoje vejo muitas pessoas dizendo que são adoradores sem face, mas no fundo a maioria quer ser reconhecida, e aceita pelos homens, falando de si mesmos. É como um jogo de poder, quem é mais ungido, quem vende mais cd's, quem ministra para mais pessoas. quem faz a musica mais louca, quem faz o culto mais demorado, é a turma dos "famosos detentores do poder de Deus". Temos também o exemplo de Davi, quando ainda não era rei, mas era um tangedor desconhecido e um pastor de ovelhas, que conhecia bem a presença de Deus. Posso imaginar Davi tocando sua harpa no horário de descanso, quando as ovelhas já estavam satisfeitas, no cair da tarde.


Na época, Davi não era conhecido nem popular. Não era o músico da moda evangélica da hora, mas quando ele tocava, mexia com o mundo espiritual. O fato de alguém atrair a presença de Deus é motivo de preocupação no inferno. O diabo também não está preocupado com a nossa fama diante dos homens, mas ele se preocupa quando Deus aparece na área. Se atrairmos a presença do Senhor, vamos fazer com que o diabo saia em retirada.

"E sucedia que, quando o espírito maligno, da parte de Deus; vinha sobre Saul, Davi tomava a harpa e a dedilhava; então, Saul sentia alívio e se achava melhor, e o espírito maligno se retirava dele". (1 Samuel 16:23)

Se aparecer uma pessoa endemoninhada na nossa frente, o que vamos falar?


"Eu sou "Fullanno"!, o grande tangedor!; já gravei mais de 20 cds. e toquei no grande congresso diante de 5000 pessoas; só por isso você vai sair seu demônio mal educado!, você não esta vendo quem sou eu?

Provavelmente o demônio ira rir da cara do "Fullanno", como aconteceu com os filhos de Ceva:

"E alguns judeus; exorcistas ambulantes; tentaram invocar o nome do Senhor Jesus sobre possessos de espíritos malignos, dizendo:- Esconjuro-vos por Jesus; o quem Paulo prega. Os que faziam isto eram sete filhos de um judeu chamado Ceva, sumo sacerdote. Mas o espírito maligno lhes respondeu; Conheço a Jesus e sei quem é Paulo. mas vós, quem sois?" Atos 19:13-15

"E o possesso do espírito maligno saltou sobre eles; subjugando a todos, e, de tal modo prevaleceu contra eles, que, desnudos e feridos, fugiram daquela casa." O espírito maligno conhecia muito bem a glória de Deus que rodeava Paulo.
Hoje vemos pessoas pegando carona na unção de outros dizendo: "Eu sou musico de "Shavasubias", cujas musicas são ouvidas em todo o Brasil". O demônio vai dizer: "Conheço "Shovasubias", mas você; quem é?"

Mas se estamos habituados o atrair a presença de Deus, provavelmente nem precisemos falar nada, pois o próprio demônio já sabe que somos motivo de preocupação no inferno e procurará ficar longe.


Eu creio que quando Deus comparece ao local, nós, os ministros não precisamos falar que Ele está aqui, ou Sinto a presença do Senhor, Ele não precisa de apresentadores de palco para mostrar que Ele chegou. Existem duas opções ou Ele vem ou não vem, não precisamos forçar a barra ou medir a presença de Deus pelo tanto de aplausos ou barulho. Ou Ele vem ou não vem. Quando o Senhor comparece mesmo ás nossas reuniões, não precisamos anunciá-lo, Ele mesmo se apresenta. Existem muitas, simulações da presença de Deus, fórmulas que já estão até cansativas e sem criatividade, frases repetidas e jargões ultrapassados. Devemos ser mais honestos quando Ele não vem e dizer: "Irmãos vamos nos humilhar e orar ate que Ele venha, pois Ele está longe deste lugar". Vamos orar e pedir a Deus que nos esconda e nos livre de toda essa onda de fama e "moda góspel", que é muito barulho e pouco poder, é muito trovão e pouca chuva.


Paz para seu coração

Jorge Russo

Ministério Trio

10 de fev de 2010

O USO PROFÉTICO DAS ARTES - Por Todd Farley

Extraído do livro O SILENCIOSO PROFETA - (The Silent Prophet)

...A senhora sentada próximo a mim no trem teria acabado de destruir os fundamentos da minha existência se eu houvesse acreditado nela. Ela me disse que a representação é imprópria, não cristã e sem ligação com a igreja. Essa afirmação pode não perturbar você, mas eu sou um Ministro de Mímica.

Eu me acostumei a uma certa falta de entendimento e à resistência das pessoas às artes ministeriais, mas chegar ao ponto de alguém dizer que elas são pecado... isso é extremo demais. Então, eu me recompus e comecei com uma dissertação sobre os aparecimentos da arte na Bíblia, especialmente as artes feitas por Ezequiel. Com quatro horas de viagem pela frente, eu teria muito tempo para convence-la sobre a verdade. Quando minha palestra estava basicamente no final, a mulher olhou para mim com olhos distantes de uma pessoa que tem compaixão por um ‘maluco-beleza’. Acho que minha explanação não apenas não a convenceu, mas completamente e inegavelmente deixou aquela senhora ainda mais confusa.

Quantos de nós como o caso acima nos sentimos confusos com as expressões artísticas e as artes em geral? Dá a impressão que você tem que ser um artista para poder compreender arte. Quando você lê escrituras que são mais artísticas, você fica confuso, achando que você nunca as entenderá não importa quanto o pregador a explique? Por que no Apocalipse Jesus aparece com cabelo branco, olhos de fogo e com estrelas em Sua mão? Por que Ezequiel deitou-se de lado, queimou seu cabelo e comeu esterco de vaca? Por que Oséias casou-se com uma mulher indigna? Acho que a grande questão é por que eu deveria me importar com toda essa história de artes? O problema é entender esses ‘mistérios’. Por que eu deveria tentar entender isso e então, como eu aplico essas lições para a minha vida? O que a arte tem a ver com minha vida?

Teatro Profético e Mímica Judaica
,i>“Eu também falei (com vocês) através dos profetas, e multipliquei visões (para vocês) e (apelei a vocês) através de parábolas representadas pelos profetas”
(Oséias 12.10)

Ao longo das Escrituras, Deus usou expressões teatrais para comunicar Sua vontade e Sua palavra. Isso pode ser através da mímica, representação, histórias, parábolas, alegorias, canções, dança, comunicação por gestos, sinais, etc. A palavra de Deus é cheia de exemplos das artes ministeriais e das belas artes. Contudo, falhamos em ver o que está obviamente lá. Por quê? Simplesmente porque lemos a Bíblia ao invés de aprecia-la.

Há inúmeros exemplos de artes nas profecias. A mímica é usada mais de 40 vezes nas Escrituras. Mais de um terço do ministério de Ezequiel é feito através da Mímica Judaica. Parábolas, como forma de histórias, são usadas mais de 49 vezes. A maiorias delas foram contadas por Jesus. Parábolas, em sentido geral, são vistas mais de 250 vezes por todo o Velho e Novo Testamento. O livro de Cantares de Salomão é uma narrativa alegórica. A vida inteira de Oséias foi um teatro profético vivo. Esses são apenas alguns exemplos.

Oséias 12.10 revela muitos pontos importantes sobre as artes:
1. Deus escolheu falar conosco através das artes;
2.O artista é um ministro de Deus, separado para Deus e sob a direção de Deus;
3. O ministério das artes é um chamado profético.

Se nós podemos entender as representações e artes que aconteceram na escritura de maneira viva e dramática, ganharemos uma compreensão mais rica da Palavra de Deus, e então, de Deus.

Mímica Judaica
A mímica judaica é vista quando um profeta gesticula e se movimenta para comunicar sua mensagem. Essas mímicas são entregues de três maneiras:
1. Ações sem narrativa
2. Ações com narrativa antes ou depois
3. Ações com narrativa entregues ao mesmo tempo.

Oitenta por cento de nossa comunicação é não verbal. Isso faz da mensagem entregue com mímica poderosamente clara e muito bem comunicada. Aqueles que não ouviam mais a palavra de Deus, podiam vê-la.

Os oito mensageiros que se utilizaram de mímica são: Agabus, Ahijah, o Anjo do Apocalipse, Elisha, Ezequiel, Oséias, Isaías e Jeremias.

A mímica é usada para mostrar o julgamento de Deus (1 Reis 11.30-40), para mostrar a vontade provisional de Deus (2 Reis 13.15.19), para ilustrar julgamentos de vergonha (Isaías 20.1-6), para predizer e avisar (como visto nas profecias de Ezequiel e Jeremias*), e para deixar claros os resultados das ações de alguém (Atos 21.10-11). Esta lista pode continuar. Vamos sumarizar ao afirmar que a mímica é usada para clarificar, ilustrar e demonstrar.

As Belas Artes
Nestes dias em que Deus está restaurando todas as coisas ao seu devido lugar, veremos o ressurgimento das belas artes e do ministério das belas artes. Todas as expressões de criatividade são do Senhor, o qual sozinho é o Criador (Gênesis 1; João 1). É pelo Seu fôlego e dádiva em nós que criamos e nos expressamos artisticamente. Podemos usar de forma errônea este dom, como muitos têm feito, mas o dom ainda é de Deus. Como devemos, então, usar estes dons?

“Servindo uns aos outros conforme o dom que cada um recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. Se alguém fala, fale como que entregando oráculos de Deus, se alguém minsitra, ministre segundo a força que Deus concede para que em tudo Deus seja glorificado por meio de Jesus Cristo a quem pertence a glória, e o domínio para todo sempre, amém.”
(1 Pedro 4.10-11)

Os Usos da Arte
A arte pode trazer o reconhecimento com dignidade e honra (Êxodo 28.2,3,39). Pode falar da glória dos céus, assim como o tabernáculo é uma tênue cópia da glória dos céus (Êxodo 24.9-18; 25.40; Hebreus 8.5). Todas as coisas são feitas para glorificar a Deus. Sua criação nos revela Suas verdades. Se pintarmos uma queda d’água, não temos de justificar a pintura colocando uma escritura nela (como muitos fazem). A queda d’água em si própria é um testemunho do poder e da glória de Deus (Romanos 1.20). A arte pode apenas comunicar glória, beleza e alegria as quais são características divinas. Contudo, há usos da arte que levaram o homem ao arrependimento, salvação e a uma grande revelação de Deus.

Eu gostaria de ter uma segunda chance com aquela senhora no trem. Desta vez do começo, bem do começo. Amar a Deus, que é onde tudo começa. Usar o corpo que Deus nos deu para nos expressarmos ao nosso semelhante, a Deus com as mãos levantadas e nos movimentos teatrais. Toda a arte não passa de uma extensão de nosso desejo de amar e nos comunicarmos com Deus... e todos amam...

*Mímica judaica de Jeremias e Ezequiel: Jeremias 13:1-4, 18, 19, 25:15-38; 27:1-28; 43:8-13; 51:62-64; Ezequiel 3:26-27; 4:1-17; 5:1-17; 6:1-14; 7:23-27; 12:1-6,17-28; 20:45-49; 21:1-7,12-13; 24:12-23; 32:17-21; 37:1-25
Todd Farley é reconhecido internacionalmente como um expert líder na Arte da Mímica, como professor, e mímico. Já produziu diversos livros e vídeos de histórias, teorias, filosofias e aplicações da mímica e das artes em ambientes cristãos e seculares. Como um educador ordenado ministro, e mestre em mímica, Todd tem um visão única das artes.

Para saber mais, pesquise no site em inglês:
www.mimeistry.org

5 de fev de 2010

IMAGEM E SEMELHANÇA

Falar sobre arte é falar dAquele que é o maior artista. Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle e sem Ele, nada do que foi feito se fez (João 1:3). O nosso Deus é um Deus criativo! E se a palavra de Deus nos diz que somos feitos à sua imagem e semelhança, então, podemos crer que como filhos somos herdeiros também da sua criatividade.
Deus criou o mundo e tudo o que nele há. E nós, seres humanos, somos uma grande prova de sua imensa capacidade artística. Que outro deus poderia criar tamanha obra de arte? Você já parou para analisar o ser humano como obra de arte? Do nascimento até a morte Com todo o seu funcionamento, sistemas locomotor, respiratório, digestivo, os cinco sentidos e suas aplicabilidades? E o nascimento de uma criança? Já parou para analisar o quanto isto é tremendo e lindo?! Como não servir e adorar a um Deus majestoso, glorioso e criativo? Como filhos de Deus devemos entender que temos em nós uma criatividade que é herdada de Deus. Ou seja, toda a nossa criatividade vem dEle!

Talvez você possa pensar assim: “mas não sou um artista, nem sou nada criativo”. Quero te dizer que realmente você pode até não ser considerado um artista, mas que dentro de você existe uma sementinha de criatividade vinda do Pai que te criou e que no devido tempo pode ser descoberta e deve ser gerada, estimulada e usada. E por que não usá-la para servir Aquele que lhe concebeu?

Infelizmente no mundo hoje, muitos tem usado as artes não para honrar ou falar do Criador, mas para exaltar a si mesmos, se vangloriar, distorcer, difamar e até destruir. A mídia, por exemplo, que poderia ser um canal de arte disponível a todos como benção tem levado ensinamentos e incentivos a traições, pornografias, contendas, rebeldias, sensualidades, manipulando as pessoas e apresentando-lhes uma arte que não condiz com a palavra de Deus, disseminando as obras de Satanás e enganando pessoas que não tem o discernimento de que as artes são de Deus, foram criadas por Ele e para Ele e seus propósitos devem ser exercidos.

Deus em sua infinita misericórdia procura falar conosco de várias formas e uma delas é através das artes. A bíblia está repleta de exemplos da Sua criatividade e busca pela perfeição e como Deus, devemos buscar sempre em fazermos o melhor, seja no trabalho, em casa, na escola, na faculdade, na igreja ou no ministério e onde mais Ele nos enviar. Na construção do Tabernáculo, por exemplo, (Êxodos 26) Deus procurou pelos melhores arquitetos, ourives, artesãos e outros. Ali é lugar de artistas adoradores! Como podemos perceber através da leitura deste texto, o Senhor é extremamente detalhista em tudo o que faz. Todas as medidas foram calculadas milimetricamente, as cores que foram estabelecidas no feitio das cortinas e vestimentas foram especialmente escolhidas por Ele, e não se esqueçam que só a Ele pertencem! As pedras e o ouro utilizados, os utensílios, e tudo mais que fazia parte da construção do templo, foi fruto da criatividade de Deus.

Deus sempre busca fazer o melhor! E, como filhos de Deus, devemos dar o exemplo e fazer o melhor também. Principalmente se for para Ele! Nunca ofereça e nem faça nada para Deus pela metade ou mal feito. Quando Deus mandou Saul matar todo o gado, e ele resolveu poupar alguns, isto não agradou a Deus e Ele resolveu lhe tirar do seu cargo de rei (I Samuel 15:7). Não se esqueça que Ele um dia entregou o que tinha de melhor, a obra de arte mais cara e de valor inestimável, por vocês em uma cruz… Assim, seus pecados puderam ser perdoados e agora você pode ter uma vida eterna ao lado do Pai.

Ao realizar uma obra de arte, seja ela de qual espécie for, seja cantar, pintar, tocar, desenhar, esculpir ou dançar, nunca se esqueça de que este dom vem de Deus. Então, ofereça primeiramente a Ele! Consagre sua arte a Ele! E, se você tem o dom mas precisa ser aperfeiçoado, faça isto! Busque o aperfeiçoamento necessário! O nosso Deus merece o melhor! Procure uma boa escola, de preferência que esteja baseada nos princípios cristãos, caso não seja possível, então procure uma escola onde você não terá que se comprometer e se envolver com coisas que não condizem com a palavra de Deus. Lembre-se: tudo me é permitido, mas nem tudo me convém (I Coríntios 6:12). Precisamos ser influenciadores e não influenciados! Precisamos pregar as boas novas de Cristo (Marcos 16:15), e uma excelente forma de se fazer isto é através das artes. Então, entregue seu dom a Deus e deixe-O te usar.

Adriana Rocha

Deus é meu arquiteto eu sou apenas o construtor de seu plano.

Deus e meu arquiteto eu sou apenas o construtor de seu plano.

Porque nele foram criadas todas as coisas nos céus e na terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele. Colossenses 1: 16
Jesus Cristo não somente a imagem de Deus, ele e a representação exata de Deus. Ele e a imagem visível do Deus invisível. Ele e a representação exata de Deus. Cristo não só e Deus mas revela Deus em nos. Como supremo ele tem toda a autoridade. Ele veio do Céu a terra e tem autoridade nos Céus e na terra, supremo sobre toda a criação. Se não acreditarmos que Jesus e Deus no fé cristan eh vazia, mal oritendada e sem sentido. Alem de tudo isso tudo foi criado por
ele e para ele.
Deus e Tao cheio de misericordia deu mandou esse Cristo, seu filho amado como presente a nos do mundo João 3.16
Porem muitos de nos ainda não entendemos a grandeza de tudo isso porque não conhecemos a Jesus direito. E como se lermos um livro de um autor. Podemos conhecer o livro do começo ao final mas nunca encontramos o autor nunca falamos com ele portanto não o conhecemos. A bíblia e assim. Podemos conhecer a bíblia do começo ao final dizer que sabemos sobre o autor Deus e de quem se fala: Jesus porem não temos intimidade com esse Jesus que as coisas foram criadas para ele. Então ficamos nos iludindo que as coisas de Deus e a nosso respeito, para nos.
Ficamos nos iludindo que amamos os outros, apenas para descobrir mais tarde que nosso amor e carnal. Somente atravez de Jesus somos capaz de amar e ser amados de verdade. Somente atravez do amor perfeito que fez Deus mandar seu filho podemos viver sem medo. Somente atravez desse amor de Deus por nos podemos experimentar, o perdão e confiança.
Muitos de nos sabemos esse verso acima porem ficamos balançados com as coisas do mundo, ficamos balançados com a não confiança nas horas difíceis. Em Prov. 3. 5 fala ‘Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.’
Quando deixamos de entender a grandeza de colossenses de que tudo foi criado por ELE e para ELE nos entramos em nosso mundinho e estragamos tudo. Confiamos em nosso próprio entendimento no versículo 6 fala Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas’ Aqui estar outra chave, precisamos reconhecer Cristo em todas as coisas, porque por ele e para ele foram criadas todas as coisas. Tudo pertence a ELE.
Quando estamos passando por uma situação difícil, nossa tendência e olhar o natural, porem na nossa situação Deus estar trabalhando no super natural, nos não entendemos. Com nossa falta de paciência e teimosia nos então entramos em alguns obstáculos como desobediencia, esfriamento em Cristo, Idolatria, Medo e falta de entendimento. Tudo porque pensamos que a coisa e a nosso respeito, enquanto que esquecemos que pra Deus tudo e a respeito de Cristo. Tudo coopera para o bem dos que amam a Deus. Porem conforme a vontade de Deus e a vontade de Deus e para que chegamos a ser igual a Cristo
E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Romanos 8. 28
Muita gente confunde esse versículo achando que tudo a respeito deles porque são cristãos. Não a bíblia e claro daqueles que são chamados conforme o seu propósito. O propósito de Deus e que sejamos como Jesus Cristo. Ou seja na situçao que estamos passando Deus estar provando nosso carater, Deus testa de varias maneiras para ver se somos fieis, se o amamos, se mesmo nas situações dificies vamos louva-lo
Em Isaías 12: 2 fala ‘ Eis que Deus é a minha salvação; eu confiarei e não temerei porque o Senhor, sim o Senhor é a minha força e o meu cântico; e se tornou a minha salvação.’
Esse Deus maravilhoso de Isaías e o Deus que nos redimiu, nos limpou do pecado, e quer que crescemos e de frutos. Porem o nosso problema e que não queremos ser aprumados para dar frutos. Em João 15:1-2 fala: Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta; e toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto. Muita gente só ler essa passage mas não memoriza a parte que diz. TODA VARA QUE NÃO DA FRUTO ELE CORTA. E TODA QUE DA FRUTO ELE LIMPA. Muita gente fala em da frutos mas quando Deus ponhe uma situação na frente dele. Ele pensa que tudo e a seu respeito, quando na realidade Deus estar limpando a pessoa para dar frutos. Igual uma videira. Uma videira não da boas uvas na próxima estação se se for totalmente limpa, precisa retirar da as ervas daninhas, os galhos que estão secos adubar para dar frutos outra vez. Nessa passagem acima Jesus estar nos chamando de vara. Ou seja somos apenas uma varinha que para da frutos precisamos nos limpar com a videira verdadeira que eh Jesus Cristo. A segunda coisa que precisamos pensar e que no processo de uma dificuldade as coisas não são a meu respeito, mas a respeito de Jesus e de todas as pessoas de seu corpo. As vezes Deus retarda uma resposta porque Ele estar vendo o que e melhor para as pessoas envolvidas connosco.
Meu pastor costuma dizer que o líder ou cristão que pensa que tudo e a respeito dele e cristão e líder bebe. Pois o bebe pode dizer assim. Eu dou um chorinho minha mãe vem correndo me dar mamadeira. Eu sujo de coco minha mãe limpa, eu estou no meio das pessoas eu sou o centro das atenções, eu preciso de todos me carregarem me bajularem e eu me sinto bem assim. Todos os cristãos e lideres que agem assim não passa da idade de 0-2 anos pois essa e a idade que o bebe precisa de todas essas atenções. Ou seja ele pensa que o mundo todo gira ao redor dele, porque ele não sabe mais nada.
Então se formos pensar um cristão age assim pelo motivo de nunca ter crescido em Jesus e na fé. Porem o inimigo conhece percebe as pessoas como diz a bíblia ele vive ao derreador para tragar. Quando o crente age como bebe e mais tentado ainda, pois se ate Jo que era um verdadeiro servo de Deus ele tirou tudo de Jo imagina nos. Ate Jesus foi tentado imagina nos. A chave estar em que vamos fazer com essa tribulação pois o inimigo só tem duas coisa que ele quer: Ele quer que deixamos de louvar a Deus e ele quer que não reconhecemos Jesus Cristo como Salvador, porque Jesus Cristo venceu ele na cruz. Então ele fica rodando como um vira lata para nos afastar desses propósitos. Ele nunca quer que reconhecemos que todas as coisas foram criadas por Deus e para Jesus.
De qualquer maneira precisamos definir o que e culpa do diabo e o que eh nossa responsabilidade. Muita gente vive penando porque pensa que tudo e o diabo. Por exemplo se você não coloca gasolina no carro e o carro para, não tem diabo nenhum nessa historia você que esqueceu de por gasolina. Se você tem o dinheiro pra contas mas gasta aquele dinheiro com roupas ou outras coisas, não tem diabo nenhum ai você que não teve responsabilidade. Se você sai do seu emprego antes de ter um salário garantido ou outro meio de pagar suas contas e depois o dinheiro não estar la, não tem diabo nenhum. Tudo isso e falta de nossa responsabilidade. O diabo só tira aquilo que você tem. Ou seja você pode louvar, você pode ter prosperidade. Satanás geralmente tenta a pessoa em duas coisas:

1- Ele tenta a pessoa tirando aquilo que ela consegue ter. Segundo ele tenta a pessoa em algo que pessoa precisa defender sua vida. Podemos ver isso claro na vida de Jo. Primeiro ele tocou no material, coisas que Jo tinha adquirido e depois ele tocou na saúde de Jo.

Porem o objectivo e só um: Tirar a pessoa de louvar a Deus e assim a pessoa deixa de reconhecer Deus em tudo veja o versículo

Disse o Senhor a Satanás: Notaste porventura o meu servo Jó, que ninguém há na terra semelhante a ele, homem íntegro e reto, que teme a Deus e se desvia do mal? Jo 1:8
Pois Satanás sabe que no desespero podemos perder nossa integridade, ser incorrecto e deixar de temer a Deus. Assim sendo não reconhecemos a Deus criador das coisas e não reconhecemos Jesus dono de tudo.
Convido a você hoje a restaurar sua fé mesmo quando as você não entende as coisas. Abraão também não entendia nada quando Deus mandou ele sair de sua parentela, porem lembre-se que Abraão era um homem temente a Deus a ponto de liberar a coisa mais preciosa para Deus. Seu filho Isaac. Cuidado para você não só querer deixar tudo para seguir a Deus mas não estar preparado para entregar a promessa de Deus de volta a ele. As vezes Deus vai te pedir de volta a promessa que ele te fez. Apenas par ate testar. Será que a promessa dele não se tornou um ídolo no lugar dele? Precisamos entregar tudo. As vezes não faz sentido, assim como não fez para Abraão. Que em seu racionio normal ele poderia ter dito. Isso não veio de Deus. Deus não iria pedir de volta uma coisa que ele me prometeu e esperei tanto tempo. Porem Abraão fez pela fé. Pela fé que Deus e o dono de tudo e criou todas as coisas para Deus, para seu filho Jesus Cristo.
Entregue aquilo que você mas segura em seu coração, aquilo que você segura muito só porque foi promessa de Deus. Quem sabe isso já ficou mais importante que Deus na sua vida. Mesmo que você não entenda. Faça como José que mesmo não entendo nada de sua circusntancia ficou fiel a Deus Génesis 45: 4
Tenha paciência. Em Hebreus: 10: 35-36 fala: ‘ Não lanceis fora, pois, a vossa confiança, que tem uma grande recompensa. Porque necessitais de perseverança, para que, depois de haverdes feito a vontade de Deus, alcanceis a promessa
Deus vai cumprir sua promessa. Porem precisamos entregar tudo e confiar. Se não confiamos e fazemos no lugar de Deus estamos chamando Deus de mentiroso. Porem precisamos ter certeza que foi Deus mesmo falando connosco. Precisamos ter certeza se não foi nosso sentimento de querer muito uma coisa.
Preste atenção no processo. O que Deus estar te ensinando nessa dificuldade? Você estar crescendo? Tenha fé pois como Abraão e José somente depois de fazer a vontade de Deus você alcançara a promessa.
Mas o meu justo viverá da fé; e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.
Hebreus 10.38
Resumindo.

1- Tenha fé no Deus criador de tudo. Ele sabe tudo e tudo foi criado para seu Filho Jesus Cristo.

2- Deus deu esse Filho Jesus Cristo a nos como maior prova de seu amor.

3- Precisamos crescer em seu filho, para chegar perto dessa imagem de Deus que invisível, porem em Cristo temos uma imagem visível. Nas minhas tentações então me pergunto o que Deus esta me ensinando no meu crescimento.

4- Deus estar no controle de tudo e sua resposta não apenas para me benefiar mas beneficiar todos envolvidos comigo.

5- Somente tenho que amar a Deus de todo meu coração, mente e espírito. Não deixar de louva-lo assim como Jo e José fez. Mesmo não entendendo entrego tudo. Não devemos deixar que pequenas rejeições de pessoas como fizeram com José e Jo nos impessa de louvar a Deus.

Que Deus abençoe você neste dia para se acalmar e ter fé que seguindo os caminhos e mandamentos de Deus Ele esta no controle e vai te da o final que ele planeou e não você. Somos apenas construtores porem Deus e nosso arquiteto porque ele criou tudo.

Deus abençoe - Shalom
Min. Ceceu Kingshill